Mídias Sociais

Política

Carapebus segue com campanha de vacinação contra o coronavírus de segunda a sexta, em todas as unidades de saúde

Publicado

em

 

A Prefeitura de Carapebus continua sua campanha de vacinação contra o coronavírus neste mês de novembro, em todas as semanas, de segunda a sexta-feira, em todas as unidades de saúde do município, das 8h às 12h.

De acordo com o governo municipal, a vacinação está sendo destinada para as pessoas com idade acima dos 12 anos que tenham perdido as datas de aplicação da 1ª dose e para quem ainda não tomou a 2ª dose, necessária para completar o processo de imunização.

Das 4 vacinas utilizadas no país contra o coronavírus, 3 delas, AstraZeneca, CoronaVac, e Pfizer, só completam o processo de imunização com as duas doses, e apenas uma, a fabricada pela Janssen, completa o chamado esquema vacinal com a dose única.

Já os adolescentes com idade entre 12 e 17 anos só podem receber vacinas da Pfizer, conforme decisão da Secretaria Estadual de Saúde do Rio e do Conselho Estadual de Secretarias Municipais e Saúde do Rio (Cosems-RJ).

A campanha de vacinação contra o coronavírus em Carapebus também destina doses de vacinas para a 3ª dose, ou como vem sendo chamada, dose de reforço, mas apenas para idosos acima dos 60 anos e para profissionais de saúde.

Nestes casos, a prefeitura lembra que a aplicação da 3ª dose segue recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), de só administrar essas doses depois de um intervalo de 6 meses após a aplicação da 2ª dose.

O município ressalta também que a 2ª dose da vacina da CoronaVac só pode ser administrada 28 dias após o recebimento da 1ª dose, enquanto a 2ª dose das vacinas da Pfizer e da AstraZeneca precisam de 8 semanas após a aplicação da 1ª dose para serem aplicadas.

Para receber as doses de vacinas contra o coronavírus no município de Carapebus é necessário apenas que as pessoas que ainda tomaram as vacinas compareçam nas unidades de saúde da cidade munidas de documento de identificação com foto e comprovante de vacinação nos casos da 2ª e da 3ª dose.

Mais lidas da semana