Mídias Sociais

Política

Vereador de Macaé agradece ao prefeito e comemora sanção de importante projeto social

Publicado

em

 

Aprovado pela Câmara Municipal em 9 de agosto deste ano, projeto de lei do vereador Paulo Antunes (MDB) que cria Salão Social para atender população carente virou lei no último dia 28, depois de ter sua sanção publicada nos atos oficiais do Executivo

O Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (sem partido), sancionou nesta semana o projeto de autoria do vereador Paulo Antunes (MDB), que cria o Salão de Beleza Popular Social, onde a população poderá usufruir, gratuitamente, de serviços de beleza.

Segundo o autor, aprovado pela Câmara no início de agosto, o projeto visa atender principalmente a parcela da população que sofre com o desemprego na cidade, e, que agora, poderá cuidar da aparência para tentar se recolocar no mercado de trabalho.

“Primeiramente queria agradecer ao prefeito, que teve sensibilidade para sancionar esse projeto tão importante para a população. Com a nossa cidade com um grande número de desempregados, esse projeto vai facilitar a volta desses trabalhadores ao mercado de trabalho. A gente sabe que, numa entrevista de emprego, a aparência conta muito. Agora imagina, como que esse homem ou essa mulher vão ter dinheiro para ir num salão se estão desempregados? Não dá. Mas agora eles poderão usar o Salão de Beleza Social da prefeitura”, explicou Paulo Antunes.

O projeto, que virou lei, depois de publicada a sacão no último dia 28, institui ainda que os serviços serão prestados pelos profissionais e aluno do Centro de Educação Tecnológica e Profissional (CETEP) de Macaé, que oferece cursos nessa área.

“A prefeitura pode dar uma oportunidade para os profissionais do CETEP, que aí não gera custos, porque não precisa contratar novos profissionais. O Salão Social não é para luxo. Isso está bem especificado no projeto. Os homens terão direito a corte de cabelo e barba, assim como as mulheres terão direito a corte de cabelo e unhas das mãos, tudo para ajudar a deixar a aparência melhor para quem precisa fazer uma entrevista de emprego. Não tem gel, não tem unha do pé, isso não tem”, esclareceu o vereador.

Paulo Antunes comparou a importância do projeto ao do Restaurante Popular, que funciona desde 2015, na Aroeira, e oferece 1.000 refeições saudáveis e de boa qualidade à população, pelo custo de apenas 1 real.

“A importância social desse projeto eu comparo ao do Restaurante Popular de 1 real. Matar a fome de uma pessoa por apenas 1 real é uma coisa muito grande. Você passa ali na Aroeira às 9 da manhã e já tem gente em pé na porta, esperando. Porque não jantou. Eu acho que devia ter mais. Eu já fiz requerimentos à prefeitura para implantar um no Lagomar, um no Aeroporto. Devia ter mais, porque é muito importante”, defendeu o líder da bancada do MDB na Câmara Municipal.


 

Mais lidas do mês