Mídias Sociais

Política

Prefeito de Macaé se reúne com representantes das secretarias municipais para intensificar combate ao Aedes aegypti

Publicado

em

 

Representantes de diversas secretarias municipais se reuniram nesta terça-feira, 12, no gabinete do Prefeito Dr. Aluízio (sem partido), no Centro de Convenções Jornalista José Roberto Marinho, par combater proliferação do mosquito, que no verão, pode passar de ovo à fase adulta em apenas 5 dias

Depois de publicar decreto com várias medidas de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti na última sexta-feira, 8, o Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (sem partido), se reuniu com representantes de diversas secretarias municipais, nesta terça-feira, 12, quando designou uma força-tarefa intersetorial de combate ao mosquito.

Segundo a prefeitura explicou nesta quarta-feira, 13, os trabalhos irão se concentrar na sede da Secretaria de Saúde, onde as equipes seguirão para as ações em todo o município, percorrendo diversos bairros da cidade.

Durante a reunião, ficou definida a data de 21 de fevereiro, como o Dia D de mobilização contra o Aedes, em ação que pretende envolver tanto o governo municipal quanto a sociedade em uma programação que ainda será divulgada.

“O combate ao mosquito é contínuo, mas, agora, será intensificado. O Decreto Municipal 015/2019, publicado na sexta-feira, é claro, e dispõe sobre os procedimentos de prevenção e controle da dengue, febre chikungunya e zika vírus no município, ressaltando a necessidade e a obrigação do poder público ,unicipal de tomar medidas que evitem a proliferação do inseto e o aumento de casos das doenças”, detalhou Dr. Aluízio.

Representando a Secretária de Saúde no encontro intersetorial, a coordenadora de Vigilância em Saúde, Daniela Barros, enfatizou o trabalho em conjunto, com cada secretaria desempenhando suas competências com foco no combate ao Aedes.

Também na reunião, o coordenador do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Flávio Paschoal, apresentou o plano de combate e controle do mosquito, bem como o resultado do primeiro Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (Liraa).

“O plano é um guia prático das ações que o município realiza. E o Liraa é usado para nortear os trabalhos que serão desenvolvidos. O índice de infestação ficou em 0,6%, considerado satisfatório pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mas o foco no trabalho de eliminação dos focos precisa ser intenso e diário”, reforçou o coordenador do CCZ.

De acordo com o governo municipal, a atuação da força-tarefa será intensificada nos bairros, de acordo com o índice de maior possibilidade de infestação dos bairros Virgem Santa, São José do Barreto, Ajuda de Cima, Imbetiba, Parque Aeroporto e Botafogo.
Lembrando as medidas que poderão ser adotadas e previstas no Decreto, como a vistoria a imóveis fechados, a prefeitura recorda que em caso de ausência de moradores no domicílio suspeito de abrigar focos do mosquito, o agente poderá ingressar no imóvel, após verificado todo o processo.

“O agente fará 3 tentativas de entrada, em dias e horas diferentes, deixando no imóvel notificação sobre o dia e a hora que retornará para novas vistorias. Havendo insucesso após 3 tentativas, e ausência de contato do proprietário, a autoridade sanitária providenciará a publicação em jornal de ampla circulação no município da data e hora da nova visita, ocasião em que o agente público designado poderá ingressar compulsoriamente no imóvel para efetivação das medidas necessárias à prevenção e controle”, detalhou a gestão do município.


 

Mais lidas do mês