Mídias Sociais

Política

Em sessão extraordinária, vereadores de Macaé aproveitam para debater outras demandas acumuladas para o município

Avatar

Publicado

em

 

Em sessão extraordinária realizada na manhã desta segunda-feira, 30, na Câmara Municipal de Macaé, o vereador Paulo Antunes (MDB) anunciou que recebera pela internet a informação de que a prefeitura decidiu impedir a entrada de todas as pessoas, seja por vias marítimas, aéreas ou rodoviárias, exceto de quem comprar moradia na cidade.
O tema das barreiras sanitárias instituídas pelo prefeito Dr. Aluizio (PSDB) na semana passada foi elogiado pelos vereadores, mas a vereadora Renata Paes (PSC) chamou a atenção para a situação dos distritos da região serrana, que continuam recebendo visitantes em suas cachoeiras.

Membro da bancada do governo, o vereador Dr. Luiz Fernando (sem partido), lembrou que as barreiras sanitárias são para quem vem de fora da cidade, e não para moradores, mas salientou que medidas devem ser tomadas para coibir a aglomeração de pessoas nos locais turísticos da região serrana.

Renata cobrou também a prefeitura a respeito de um vídeo que vem circulando nas redes sociais do que seria um morador da região serrana que denuncia a situação dos ônibus que saem da serra para a a região central do município em superlotação, o que agrava o perigo de contágio dos passageiros, mas o também oposicionista Marcel Silvano (PT) lembrou que a responsabilidade pelas linhas de ônibus na cidade são da empresa Serviço Integrado de Transportes (SIT), concessionária responsável pelo transporte público e Macaé.

A sessão extraordinária desta segunda também marcou a despedida dos suplesntes, Dr. Marcio Barcelos (MDB) e Luciano Diniz (sem partido), que deixarão as cadeiras para os titulares, que estiveram licenciados da Casa enquanto assumiram a gestão de secretarias municipais.

A partir das próximas sessões, os vereadores Guto Garcia (MDB) e George Jardim (MDB), que deixam, respectivamente, as secretarias de Educação, e de Agroeconomia, já devem estar de volta ao parlamento.

Em sua última sessão na Casa, o vereador Dr. Marcio Barcelos (MDB) sugeriu ainda à mesa diretora a realização de sessões plenárias por meios remotos, através de videoconferência, como já acontece, por exemplo, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), desde a semana passada.

Ainda na sessão extraordinária desta segunda-feira, os vereadores Dr. Márcio Bittencourt e Luciano Diniz tiveram suas saídas do MDB confirmadas pelo painel de votação da Câmara, onde já apareceram nesta segunda-feira com a sigla “S/P”, ou “sem partido”.

Os parlamentares são os primeiros a desembarcarem do MDB de Macaé, que ainda deve perder Paulo Antunes e Dr. Marcio Barcelos, pelo menos. Os 2 vereadores já anunciaram em outras oportunidades que devem deixar o partido para a disputa das próximas eleições municipais, em outubro desse ano.

Também nesta segunda, os vereadores Paulo Antunes, Julinho do Aeroporto (MDB) e Alan Mansur (REPUBLICANOS), aproveitaram a ocasião para pedir ao prefeito que inclua o Mercado de Peixes na lista de atividades comerciais que têm permissão para funcionar durante a pandemia do coronavírus.

De acordo com os parlamentares, mesmo estando dentro da atividade de gêneros alimentícios, como mercados, supermercados, hortifrútis, padarias, e afins, o Mercado de Peixes segue fechado, impedindo que os pescadores do município consigam trabalhar e comercializar o pescado.

Sem a participação da população da plateia da sala de sessões, já que o atendimento presencial no Legislativo macaense está suspenso desde o dia 17 deste mês, a sessão extraordinária desta segunda-feira contou com a presença do deputado estadual Welberth Rezende (CIDADANIA), ex-vereador do município.

Mais lidas da semana