Mídias Sociais

Política

Carapebus alcança 6 dias sem novos casos confirmados do coronavírus e quase 3 meses sem mortes pelo vírus

Publicado

em

 

Cidade com a campanha de vacinação contra o coronavírus mais avançada da região, tendo sido a 1ª a concluir todas as etapas de vacinação dos grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), Carapebus completa quase uma semana sem novos casos de coronavírus, e quase 3 meses sem casos fatais provocados pela doença.

Os dados são referentes à última quarta-feira, 17, quando a Secretaria de Saúde do município publicou, na página da prefeitura no Facebook, o último boletim informativo sobre a situação da pandemia na cidade.

De acordo com o boletim, o município registra 1.657 casos confirmados do vírus, número que se mantém desde o último boletim referente ao dia 11, assim como segue com 23 mortes por coronavírus, número que se mantém desde agosto.

Desde o mês passado, sempre de segunda a sexta-feira, a Secretaria de Saúde continua com sua campanha municipal de vacinação, com a aplicação da 1ª e da 2ª dose, para pessoas com idade a partir dos 12 anos que perderam das datas de vacinação conforme a idade, e também da 3ª dose, para profissionais de saúde, idosos e pacientes imunossuprimidos.

A vacinação em Carapebus acontece nas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Rodagem, Ubás e da Capelinha, além da Unidade Básica de Saúde (UBS), do centro da cidade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h.

Na última terça-feira, 16, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a confirmação da aplicação da 3ª dose das vacinas contra o coronavírus para todo o país e para toda a população em geral a partir dos 18 anos.

“Já tínhamos autorizado a aplicação desta dose de reforço, ou adicional, para todos aqueles que tinham tomado a 2ª dose há mais de 6 meses e que tivessem [mais de] 60 anos. Agora, graças às informações advindas dos estudos científicos realizados para avaliar a aplicação da 3ª dose – e dos quais já temos dados preliminares –, decidimos ampliar esta dose de reforço para todos aqueles acima de 18 anos de idade que tenham

Tomado a 2ª dose há mais de 5 meses”, disse Marcelo Queiroga no início dessa semana ao portal Agência Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), órgão oficial do governo federal.

Nesta quinta-feira, 18, o Ministério da Saúde também confirmou a chegada de uma nova remessa com mais de 1 milhão de doses das vacinas fabricadas pela farmacêutica norte-americana Janssen, única das vacinas utilizadas no Brasil que completa o processo de imunização com apenas uma dose.

A expectativa do Ministério da Saúde é de que essa seja a 1ª remessa de 3 remessas que totalizarão 38 milhões de doses da Janssen, com a previsão da chegada de mais duas doses em novembro e dezembro, com 7,8 milhões ainda este mês, e 28,4 milhões no mês que vem.

Ainda de acordo com a Agência Brasil, o Ministério da Saúde programa uma Mega Vacinação, em todo o país, que começa neste sábado, 20, e vai até a próxima sexta-feira, 27, com objetivo de estimular a vacinação para pessoas que ainda não receberam a 1ª e a 2ª dose das vacinas, lembrando que a campanha será realizada pelos estados e municípios.

A entrega das vacinas contra o coronavírus no Brasil é feito pelo PNI, do Ministério da Saúde, que faça a distribuição aos estados, que ficam responsáveis de repassar as remessas de doses aos municípios seguindo as diretrizes estabelecidas pelo governo federal.

Mais lidas da semana