Mídias Sociais

Destaque

Acusado de matar mulher na frente da filha em Campos é preso pela Polícia Civil em Silva Jardim

Avatar

Publicado

em

 

Amaro de Souza Rangel foi preso na manhã segunda-feira (18) ao dar entrada em uma unidade de saúde, após ter sido baleado. Ele estava foragido desde março.

 

Bertha Muniz

A Polícia Civil efetuou a prisão de um homem indiciado pelo assassinato da esposa, Mônica Gomes Rangel, de 29 anos, na frente da filha de 13 anos, em março deste ano, em Campos dos Goytacazes. Amaro de Souza Rangel foi preso na manhã de segunda-feira (18), em Silva Jardim, na Baixada Litorânea, onde estava escondido desde o crime. Ele foi identificado ao dar entrada em uma unidade de saúde do município, após ter sido vítima de uma tentativa de homicídio.

Amaro foi levado para a 146ª Delegacia Policial de Guarus (146ª DP), em Campos, responsável pelas investigações do caso, onde prestou depoimento. Segundo a Polícia Civil, ele confessou o homicídio e disse que foi motivado por ciúme.

De acordo com Luiz Maurício Armond, delegado titular da 146ª DP, Amaro disse ainda que teria matado Mônica por ciúmes. “Ele teria visto vídeos e fotos íntimos de Mônica com outra pessoa, no computador, e que seu filho também teria visto essas imagens junto com ele, e por achar que estava sendo traído resolveu matá-la”, disse Armond.

No dia do crime, a filha do casal e a vítima, tentaram impediu a execução. Mônica foi atingida com dois tiros de espingarda calibre 12, sendo um no braço e o outro nas costas ao tentar fugir.

Ainda de acordo com a polícia, o acusado já possui passagens por furto e ameaça e será indiciado por feminicídio. Ele foi transferido ontem (19) para a Cadeia Pública Dalton Crespo de Castro, em Campos.

 

Mais lidas da semana