Mídias Sociais

Esporte

Mário Marques pede demissão e não comandará mais o Macaé no Brasileiro da Série C

Avatar

Publicado

em

 

Mário Marques não é mais treinador do Macaé. Em reunião com a diretoria do clube na tarde da última segunda-feira, dia 13, Marques oficializou sua saída do Alvianil Praiano. Sua decisão de deixar o comando da equipe se deu logo após a derrota para o Guarani no último final de semana, por 1 a 0, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, São Paulo. Com sua saída, o auxiliar Carlinho Ganjão assume interinamente o cargo, podendo ser efetivado para a sequência da competição.

Mário Marques chegou ao Macaé no dia 3 de maio e deixa o clube após quatro partidas no Campeonato Brasileiro da Série C. A frente do Leão, somou três derrotas e apenas uma vitória, o que totaliza um aproveitamento de apenas 25% dos pontos disputados. Curiosamente, após definir a sua saída do Alvianil Praiano, Mário Marques acertou nesta terça-feira, dia 14, o seu retorno ao Bangu, clube que comandou no Campeonato Carioca deste ano.

Os motivos que levaram o treinador a pedir demissão não foram revelados. Mesmo com as três derrotas consecutivas e a entrada na zona de rebaixamento, o comandante tinha a confiança da diretoria. Com a saída de Mário Marques, o Macaé apostará em Carlinho Ganjão, que até então vinha comandando os juniores do clube. Ganjão chega ao time principal respaldado pelo belo trabalho nas categorias de base e pela excelente campanha dos juniores no Campeonato Carioca da categoria, onde o time está na 8ª posição da Taça Rio, brigando diretamente pela classificação para as semifinais.

Carlinho Ganjão inclusive comandou o treino do Macaé na tarde desta terça-feira no CT da Fazendinha, no Horto. Ao que tudo indica, ele estará em campo para comandar o time contra o Mogi Mirim no próximo sábado, dia 18, no Moacyrzão. Internamente, o clube vive a expectativa de que o estádio finalmente possa ser liberado receber público. Para que isso aconteça, a administração precisa entregar a CBF o laudo de segurança do Corpo dos Bombeiros, o que ainda não aconteceu. Caso os laudos não sejam apresentados, o Alvianil Praiano, mais uma vez, deverá mandar a partida com os portões fechados.

Por: Sérgio Barcellos

Foto: Tiago Ferreira 

Mais lidas da semana