Mídias Sociais

Esporte

Bem no Brasileiro, Vasco joga pela sobrevivência nesta quarta pela Copa do Brasil

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Vivendo um bom momento no Campeonato Brasileiro, o Vasco agora terá que virar a chave para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (26), a equipe comandada pelo técnico Ramon irá encarar o Goiás, às 21h30, no Estádio Serrinha. O Cruz-Maltino não se encontra em uma boa situação na competição de mata-mata, já que perdeu o confronto de ida em São Januário por 1 a 0, em partida disputada em março.

Ramon vem conseguindo extrair um bom futebol do time no Campeonato Brasileiro. O treinador agora precisa fazer o mesmo na Copa do Brasil para manter o Vasco vivo na competição. O Cruz-Maltino precisará de uma vitória por dois gols de diferença ou no mínimo devolver o placar de 1 a 0 para levar a decisão para os pênaltis.

Ramon terá problemas para escalar a equipe. Um deles é Claudio Winck. Com uma lesão no músculo posterior da coxa direita, o jogador sequer viajou com o restante da delegação para Goiânia. Winck vinha sendo escalado como titular nos dois últimos jogos do Vasco. Como não terá o jogador, a tendência é que Cayo Tenório fica com a vaga. Ele entrou no segundo tempo da partida contra o Grêmio. Tudo indica que ganhará uma nova oportunidade no time.

A boa notícia fica por conta de Yago Pikachu. Recuperado de uma lesão na coxa direita, o jogador voltou a treinar com bola na última segunda-feira e tem boas chances de estar entre os relacionados para a partida em Goiânia. Ainda não se sabe se ele já começará jogando ou se ficará como opção no banco de reservas.

Após a partida contra o Grêmio, Ramon falou sobre a importância do duelo contra o Goiás e também mencionou a troca de técnico recente pela qual o adversário passou.

"Todos os jogos vão ser dessa maneira, com grau de dificuldade impressionante. Pode ter certeza que o Goiás vai trazer muita dificuldade, mas é outra competição, é outro jogo. Thiago vai ter alguns dias para trabalhar. Pude observar o jogo com o Atlético-GO ontem, e já houve uma mudança em relação ao que estavam fazendo. Luiz Gustavo já não jogou. A gente sabe como o Thiago gosta que sua equipe trabalhe. Lógico que o respeito pelo adversário é muito grande, mas é trabalhar muito, é embutir na cabeça deles que temos condições de fazer um grande jogo. É descansar, fazer que eles se recuperem bem para que a gente esteja muito bem para fazer essa grande decisão", disse Ramon.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana