Mídias Sociais

Caderno D

Os números revelam: Brasileiro contribui para a melhora do meio ambiente mas ainda está longe de ser um exemplo

Avatar

Publicado

em

 

Hoje comemora-se em todo o planeta o Dia Mundial do Meio Ambiente e junto com esta data, milhões de ações são realizadas com a intenção de chamar a atenção para o nosso bem mais precioso, que a natureza. Estudos sobre o meio ambiente e como nós nos comportamos diante dele, são realizados em todo o mundo, todos os anos. Uma pesquisa recente e inédita foi publicada esta semana, indicando que 96% dos brasileiros estão preocupados sim com o meio ambiente, porém a maior parte dos entrevistados revelou não ter a disposição em ter gastos extras para ser uma pessoa mais sustentável.

Quase duas mil pessoas foram ouvidas em todo o Brasil no mês passado, justamente com a intenção de esclarecer como a nossa população pensa, já que hoje(05) é o Dia Mundial do Meio Ambiente, e é uma ocasião muito propícia para trazer à tona todos os problemas que envolvem o nosso ambiente e é claro, lembrar sempre da importância da sua preservação.

Brasileiros não querem ter gastos extras e isso se reflete em alguns hábitos do nosso cotidiano, como por exemplo, 41% das pessoas entrevistadas, revelaram que não compram alimentos orgânicos porque são caros e uma pequena parcela acredita que esse tipo de alimento não faz diferença na saúde e no meio ambiente. Quando o tema moda é abordado, já que atualmente nós temos um leque infinito de possibilidades no que diz respeito à roupas produzidas sem gerar malefícios ao meio ambiente, 42% não compram roupas desse segmento, pois também são mais caras. Bom, não são números animadores e além destes, podemos revelar que as residências que fazem captação de água da chuva é uma parcela pequena, 19% e que um número menor ainda, utilizam energia solar. Os badalados telhados verdes, quase não tem como calcular um percentual e com isso, é possível entender que a nossa cultura não favorece a mudança efetiva no pensamento em relação a preservação do meio ambiente. Para o brasileiro, atitudes sustentáveis devem vir acompanhadas pela economia real de dinheiro. Uma das maneiras mais utilizadas são as lâmpadas de LED, que foram citadas em mais da metade dos entrevistados. A reciclagem do lixo é um hábito que está crescendo, onde 56% disseram que fazem reciclagem e o hábito de escovar os dentes com a torneira aberta não faz mais parte da vida de 45% dos brasileiros em geral.

Nas ruas, também é possível constatar como o brasileiro se importa com a natureza. Quase 90% da população, não jogam lixo na rua, 38% usam

transporte coletivo e 34% usam as estilosas sacolas sustentáveis nos supermercados. Em linhas gerais, o brasileiro criou o seu próprio sistema para contribuir com o meio ambiente, toda a ajuda é muito bem vinda, mas ainda existe um longo caminho pela frente, já que é necessário que a população entenda a importância de todas as formas de preservação e não apenas aquelas que, de alguma forma, pesam no bolso.

Um dos problemas mais graves que podemos visualizar claramente em nossas vidas em relação ao desgaste do meio ambiente, é a falta de iniciativa do Estado e também de empresas, que precisam estabelecer um caminho que favoreça mais a natureza e que assim melhore a qualidade de vida das pessoas. O desmatamento das florestas, a poluição dos nossos rios, lagos e mar, a falta de saneamento básico, que é um problema em si gravíssimo, a poluição do ar e as mudanças climáticas, estão na lista de maiores vilões da natureza e que a curto prazo, ou melhor, atualmente, já podemos constatar o preço alto que pagamos por isso, que o clima nas cidades está mudando, devido aos arranha-céus construídos, a poluição das nossas águas, que inviabiliza uma série de benefícios ao ser humano, o saneamento básico que não existe em larga escala e que se torna uma 'bola de neve' e a má qualidade do ar que respiramos, apesar dos números revelaram que em cinco anos, a qualidade do ar melhorou, devido à redução da emissão do gás carbônico no ar.

O caminho é longo, as questões são inúmeras, a nossa vida quase que exige da gente uma postura mais adequada diante de tantos problemas. Ações pequenas e rotineiras, fazem sim a diferença no mundo e não é clichê dizer que se cada um fizer a sua parte, o planeta irá agradecer e retribuir da melhor forma possível: devolvendo mais verde, mais ar e mais água, da melhor qualidade, para que possamos viver com mais qualidade. Só depende mesmo de nós e que o dia de hoje, sirva para pensarmos de verdade nessas questões e que nossas ações sejam mais compatíveis com o nosso desejo por um mundo melhor.

 

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana