Mídias Sociais

Sem categoria

Terreno atrás de escola continua servindo para atear fogo, em Tamoios, distrito de Cabo Frio

Avatar

Publicado

em

 

Moradores e estudantes não aguentam mais conviver diariamente com a fumaça ocasionada pelo fogo que estão ateando nos lixos, em um terreno localizado atrás da Escola Municipal Wanda Pereira Roque, no bairro Samburá, em Tamoios, distrito de Cabo Frio. A situação já foi denunciada há mais quinze dias sem que nenhuma providência seja tomada.

No local, não param de chegar caminhões carregados com lixos recolhidos pela COMSERCAF. Esse material vai se aglomerando no local, causando ainda mais fumaça. A situação é alarmante.

A moradora Bárbara Santos, afirma que já não sabe o que fazer, pois a cada dia a situação fica pior. “Todos os dias eles jogam mais lixos, o fogo só aumenta. Alguém tem que tomar alguma providência, pois não aguentamos mais essa situação”, contou revoltada.

Geraldo Lima, também morador das proximidades lamenta não só por ele ter que conviver com a fumaça, mas pelos alunos da escola. Há casos de crianças passando mal por conta do problema. “A fumaça está se espalhando pelo bairro todo, e principalmente, na escola, que é colada com o terreno. As crianças estão passando mal e será que ninguém está vendo isso?”, lamentou Geraldo.

De fato, para quem não tem nenhum problema respiratório a situação já é bem complicada, e para quem tem, a situação é muito pior. “Minha filha anda passando mal direto por causa dessa fumaça. E pior que nem médico tem para atender. Eles não só causam o problema como não tem a solução”, lamentou Camila Souza.

Há cerca de dois meses atrás, quando foi montada a “Força Tarefa” para a limpeza do distrito, o terreno começou a ser utilizado para o descarte do lixo recolhido. A informação era de que o material ficaria ali até as carretas maiores virem buscar e levarem para o espaço próprio para o descarte. Essa seria uma forma encontrada para agilizar o processo. Porém, agora o lixo não sai do local, e vira cinzas e muita fumaça.

O mais curioso, é que esse é um ato considerado ilegal. Em diversos estados, a ação pode acarretar em multa e até mesmo prisão. Já os decretos federais preveem que “causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da biodiversidade" a multa será entre R$ 5 mil a R$ 50 milhões. Caso seja um incêndio em mata ou floresta ou fazer uso de fogo sem autorização do órgão ambiental competente” o responsável receberá autuação de R$ 1 mil por hectare.

De acordo com a secretaria de meio ambiente, a empresa responsável pela coleta de lixo, a Comsercaf, já foi notificada e agora aguardam que tomem as providências necessárias.

13012829_1018586334876919_6549659709578046046_n

Mais lidas da semana