Mídias Sociais

Sem categoria

Prefeito de Casimiro anuncia fim dos projetos Bolsa-Auxílio e Bolsa-Estágio

Avatar

Publicado

em

 

Na última semana, estudantes de Casimiro de Abreu foram os atingidos pela crise causada pela queda dos royalties. O Prefeito da cidade, Antônio Marcos, reuniu os alunos beneficiados com os Bolsa-Auxílio e Bolsa-Estágio para anunciar que será preciso suspender estes projetos.

Durante a reunião, a Secretaria de Planejamento apresentou os dados relativos a evolução da queda no repasse dos royalties e os efeitos causados a economia municipal. De acordo com a Prefeitura, a previsão é que em 2016, o município receberia R$ 60 milhões em recursos provenientes dos royalties, entretanto, com a instabilidade no preço do barril de petróleo, a nova expectativa está entre R$ 30 e R$ 37 milhões. "Estas reduções constantes exigem medidas administrativas imprescindíveis para cumprirmos a Lei de Responsabilidade Fiscal. Sabemos da importância que cada um dos projetos desenvolvidos tem para os participantes e a população em geral. Fazemos questão de comunicar qualquer mudança pessoalmente a todos os envolvidos e também por meio dos veículos oficiais. Nossa equipe tem se esforçado para buscar a redução necessária no orçamento e, ao mesmo tempo, não fazer com que a população seja tão penalizada. Precisamos equilibrar a nossa economia", disse o prefeito.

Além dos projetos, o Transporte Universitário também pode estar próximo ao fim. O prefeito disse que vai negociar com a empresa que presta o serviço atualmente, para que pelo menos termine sua atuação no primeiro semestre. Caso, não seja possível a renovação para o segundo semestre, existe uma alternativa, pois uma empresa já apresentou a proposta de um cartão universitário. Para discutir este modelo, o prefeito sugeriu que seja criada uma comissão de jovens para dialogar junto a Prefeitura.

Sobre a crise – Desde que a crise atingiu as cidades da Região dos Lagos, o município de Casimiro de Abreu tem anunciado constantemente formas de cortar gastos. Um dos exemplos é a redução no horário do expediente, a fusão de secretarias e extinção de outras, bem como a redução de contratos. Além disso, departamentos que antes estavam em prédios alugados foram transferidos para salas próprias. Ainda de acordo com a prefeitura, outras mudanças serão anunciadas pelo Poder Executivo, em breve.n880

Mais lidas da semana