Mídias Sociais

Segurança Pública

Spray de pimenta tem uso liberado para as mulheres

Avatar

Publicado

em

 

Até o final deste semestre, as  mulheres carregar consigo um item de defesa pessoal desenvolvidos especialmente para elas: o spray de pimenta. O produto, que divide opiniões, foi lançado na Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa, no Riocentro, na Barra da Tijuca, na capital. O evento apresentou novas tecnologias no setor para a Olimpíada.

O spray também será destinado à Guarda Municipal e à segurança privada e será controlado pelo Exército, como previsto em lei.

A empresa especializada em tecnologia não-letais, Condor, informou que o novo spray usará como base pimenta do tipo piperina, conhecida como pimenta preta, que, ao contrário da malagueta, usada pela polícia em controle de distúrbios, não faz parte do rol de produtos controlados pelas Forças Armadas.

Paulo Storani, ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e consultor em segurança, diz que a novidade é bem vinda para ser usada em situações extremas. "Vou comprar um para minha mulher e outra para minha filha. Esse dispositivo, sabendo ser usado, diminui o ímpeto do agressor", acredita.

Para outro especialista, José Vicente Filho, ex-secretário nacional de Segurança, o uso do spray é perigoso. "Se a vítima não souber utilizá-lo, sem instrução e treinamento, estará correndo sério risco", adverte. O spray inicialmente será vendido em lojas de material de caça e pesca

Mais lidas da semana