Mídias Sociais

Política

Visita do Ônibus Lilás a Macaé nesta segunda, 25, celebra Dia Laranja, pelo fim da violência contra as mulheres

Publicado

em

 

Parte do programa “Mulher, Viver sem Violência”, do governo estadual do Rio, o Ônibus Lilás, da Subsecretaria Estadual de Políticas para as Mulheres, visitou a cidade de Macaé nesta segunda-feira, 25, trazendo uma série de serviços voltados para as mulheres do município.

A unidade itinerante, que já passou pelas cidades vizinhas e Carapebus e Quissamã neste mês de outubro, ficou estacionado na Praça Washington Luiz, no centro da cidade, em ação que celebrou o Dia Laranja, de alerta para prevenção e eliminação da violência contra as mulheres e meninas, e também como parte da campanha do Outubro Rosa, mês de conscientização e prevenção do câncer de mama.

Entre os serviços oferecidos em parceria entre as secretarias municipais de Macaé e a equipe do Ônibus Lilás, estavam a isenção de taxas de 2ª via de documentos, orientação jurídica, psicológica e de assistência social para as mulheres, além de inscrições para cursos de qualificação profissional.
Pela 2ª vez no município, o Ônibus Lilás é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, em parceria com as secretarias municipais de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, e de Mobilidade Urbana, com a Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda.

De acordo com a prefeitura, a ideia da ação realizada no início desta semana foi disponibilizar um espaço móvel com salas de atendimento de assistência social e jurídica voltadas para atender às demandas das mulheres do município.

Coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM), a advogada Jane Roriz destacou que o veículo possibilitou um conjunto de ações para prevenção e garantia do empoderamento das mulheres e dos direitos humanos.

“Além dos serviços oferecidos hoje com o Ônibus, os casos que tiverem necessidade de encaminhamento aos equipamentos públicos serão direcionados para vários serviços que a rede oferece”, contou Jane Roriz.
Para denunciar casos de violência contra a mulher, a prefeitura lembra a existência do serviço Ligue 180, que mantém as denúncias anônimas nas delegacias e também em órgãos especializados, como o próprio CEAM.

“O Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas, é gratuito e confidencial. O canal recebe denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência contra a mulher”, detalhou o município.

Mais lidas da semana