Mídias Sociais

Política

Tribunal de Justiça do Rio amanhece nesta segunda, 28, com serviços interrompidos

Publicado

em

 

Por decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJ-RJ), desembargador Milton Fernandes de Souza, órgão teve serviços suspensos por causa da greve dos caminhoneiros

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) amanheceu nesta segunda-feira, 28, com serviços interrompidos em função do desabastecimento causado pela greve dos caminhoneiros, que paralisou o transporte de carga em diversas rodovias de 24 estados e do Distrito Federal.

As informações foram divulgadas pelo TJ-RJ ainda na tarde deste domingo, 27, em decisões do presidente do órgão, desembargador Milton Fernandes de Souza, que suspenderam, através dos Atos Executivos 145 e 146, de 2018, o expediente forense, as atividades e os prazos processuais dos processos físicos e eletrônicos em todo o estado nesta segunda.

Por meio de sua assessoria, o TJ-RJ explicou que os Atos foram publicados “em razão dos transtornos causados nos transportes, público e particular, devido à escassez de combustíveis provocada pela greve geral dos caminhoneiros, de proporção nacional, amplamente divulgada pela mídia”, e que “tais transtornos estão dificultando o deslocamento de advogados e jurisdicionados aos Fóruns deste Estado”.

Mais lidas da semana