Mídias Sociais

Cidades

TRE-RJ mantém indeferimento da Prefeita Grasiella, em Iguaba Grande

Avatar

Publicado

em

 

A reeleição da Prefeita Grasiella (PP), em Iguaba Grande, ficou mais distante nesta semana, depois que o Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio (TRE-RJ) manteve o indeferimento do registro de candidatura da atual prefeita.

A decisão foi divulgada no fim da tarde da última quinta-feira, 6, mantendo como inválidos os 7.660 votos conseguidos pela prefeita pela coligação Compromisso e Progresso, que reunia PMDB, PTB, PSC, PC do B, PRB, PPS, PT e PV, além do partido de Grasiella.

Com a negativa do recurso interposto pela candidata na sessão plenária do TRE-RJ, os votos de Grasilla seguem anulados, dando como resultado do pleito do último domingo, 2, a vitória de Hugo Canellas (PSB).

A Corte Eleitoral fluminense entendeu que Grasiella não poderia se candidatar à reeleição, por ser nora do ex-prefeito Oscar Magalhães, que renunciou ao cargo em 2012.

“O que a pré-candidata pleiteia, com o presente requerimento de registro de sua candidatura ao cargo eletivo de prefeito de Iguaba Grande, constitui efetivamente um terceiro mandato do mesmo grupo familiar”, escreveu o juiz da 181ª Zona Eleitoral, no município, na sentença que foi confirmada em segunda instância, TRE-RJ.

Para manter vivo o sonho da reeleição, a Prefeita Grasilla precisa agora recorrer à última instância, que é a instância federal, através do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, para tentar reverter a decisão e validar seus votos.

Caso contrário, o município terá um novo prefeito, já que, descartando os votos de Grasiella, Hugo Canellas teria conseguido 59,01% dos votos válidos, somando 4.832 votos, e ficando à frente de Rodolfinho Pedrosa (PR), com 1.562 (19,08%); de Marcelo do Regional (PSDB), com 1.276 votos (15,58%); e de Marco Antônio (PHS), com 518 votos (6,33%).

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana