Mídias Sociais

Política

Presidência da CCJ e da Comissão de Orçamento da Alerj devem ficar com aliados de Witzel

Avatar

Publicado

em

 

Na foto, presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), que deve conseguir colocar Rodrigo Amorim (PSL) na presidência da Comissão de Orçamento e Márcio Pacheco (PSC) na da CCJ

Dois nomes parecem ser saído na frente na corrida pela disputa da presidência de duas das mais importantes comissões permanentes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e a Comissão de Orçamento, Finanças, Fiscalização Financeira e Controle.

Contrariando a chamada ala da “velha política”, o presidente da Alerj, deputado estadual André Ceciliano (PT), parece estar inclinado a não ceder à pressão do bloco mais antigo da Casa e colocar na Comissão de Orçamento o novato Rodrigo Amorim (PSL).

Segundo informações da colunista do jornal Extra, Berenice Seara, Ceciliano teria cumprido a ameaça de não se dobrar à pressão de um grupo de deputados que não queriam ver o deputado do PSL na presidência da Comissão de Orçamento.

Vale lembrar que, apesar de toda rivalidade entre PT e PSL, acirrada durante as eleições gerais do ano passado, Amorim ficou do lado de Ceciliano, se abstendo na votação da presidência da Casa, enquanto vários de seus correligionários votaram contra o petista.

O tal grupo que tentou pressionar Ceciliano queria ver na comissão a manutenção da presidência do ex-líder da bancada do governo Pezão (MDB), Gustavo Tutuca (MDB), que comandou a Comissão de Orçamento na última legislatura.

A jornalista cravou ainda que Amorim ficou mesmo com a presidência da Comissão de Orçamento, acrescentando que o líder do governo Wilson Witzel (PSC), deputado Márcio Pacheco (PSC), será o presidente da CCJ.

A Alerj ainda não confirmou as mudanças nas comissões permanentes de forma oficial. Em seu site, as informações sobre as presidências de todas as comissões seguem desatualizadas, mas Berenice afirma que o deputado Rodrigo Bacellar (SD), também novato, ficará com a vice-presidência das duas comissões, da CCJ e de Orçamento.

Mais lidas do mês