Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé publica exoneração de 6 secretários municipais que visam disputar eleições de outubro desse ano

Avatar

Publicado

em

 

Em seus atos oficiais nesta terça-feira, 7, a Prefeitura de Macaé publicou a exoneração de 6 secretários municipais, que se descompatibilizaram de seus cargos no Executivo visando as eleições municipais de outubro desse ano.

Entre os agora ex-secretários, estão os 2 vereadores que estavam licenciados, Guto Garcia (MDB) e George Jardim (MDB), que haviam deixado a Câmara Municipal para assumirem, respectivamente, as secretarias de Educação, e de Agroeconomia.

Com o retorno já anunciado dos 2, os suplentes, Luciano Diniz (sem partido) e Dr. Marcio Barcelos (MDB), confirmam suas despedidas da Casa tão logo o Legislativo, que está com as atividades presenciais e as sessões plenárias suspensas devido à pandemia do coronavírus, possa retornar.

Além dos 2 parlamentares, outros nomes que vinham sendo ventilados entre possíveis candidatos nas eleições municipais desse ano, parecem confirmar os rumores, embora os cargos que eles devem pleitear ainda sejam apenas boatos, na maioria dos casos.

São eles os agora ex-secretários de Infraestrutura, Célio Chapeta; de Cultura, Thales Coutinho; de Esportes, Andreia Freitas; e o ex-secretário adjunto de Relações Institucionais, Léo Gomes (PSDB).

Até a manhã desta terça-feira, apenas 2 novos nomes haviam sido confirmados no comando das secretarias municipais, o de Adevalton Vieira dos Santos, novo secretário de Infraestrutura; e o de Adilson Ribeiro Martins Junior, novo secretário de Esportes.

As demais pastas do governo, de Cultura, de Educação, e a adjunta de Relações Institucionais, seguem sem os respectivos gestores, problema que deve ser resolvido em breve pelo prefeito Dr. Aluizio (PSDB).

As exonerações cumprem determinação da legislação federal eleitoral, reforçada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de que não haveria mudanças no Calendário Eleitoral, que estabelece que secretários municipais precisam deixar seus cargos no Executivo até 6 meses antes do pleito, marcado para o dia 4 de outubro desse ano.

Mais lidas da semana