Mídias Sociais

Política

Prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, anuncia novo decreto com mais medidas de prevenção ao coronavírus

Avatar

Publicado

em

 

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta terça-feira, 17, no auditório da Cidade Universitária, o prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (PSDB), informou que assinará novo decreto com medidas de prevenção ao coronavírus.

Segundo ele, entre outras coisas, o decreto suspenderá a entrada de ônibus de turismo em Macaé por 30 dias, medida que a prefeitura acredita ser uma das formas de prevenção do contágio da doença, que fez a 1ª vítima fatal no Brasil nesta terça, no Estado de São Paulo, que tem o maior número de casos confirmados do país.

Além de jornalistas, o encontro da manhã desta terça contou com representantes da rede hoteleira, de gastronomia e de entretenimento, e serviu para que o município alertasse aos empresários e à população sobre a gravidade da doença.

“Vamos propor a redução de 50% da força de trabalho para a indústria offshore, para que o restante fique em home office; a redução dos horários dos restaurantes; que o shopping siga o decreto do Governo do Estado; que os hotéis limitem o convívio social; além de decretar a suspensão dos ônibus de turismo”, enumerou o prefeito, sobre as medidas do novo decreto.

Para Dr. Aluizio, os prestadores de serviços e produtos que atuam na economia de Macaé deveriam ter um padrão de ação que fosse igual para todos, respeitando as necessidades de saúde da população da cidade.

“Se conseguirmos uma ação mais linear, é mais exequível. O adequado é não escalonar nenhuma ação agora. Não devemos escalonar o que deve ser feito, deve-se diminuir o convívio social na preservação de um espaço de cuidado que é igual para todo mundo. É uma estratégia para não ficarmos doentes. Diminuir o risco é tudo que se pode fazer. Não podemos esperar acontecer alguma coisa para voltar à primeira página”, afirmou o prefeito.

Dr. Aluizio lembrou ainda que 100 mil pessoas em Macaé podem estar fora de circulação das ruas se seguiram a orientação do governo municipal de não sair de casa, já que as aulas das redes públicas de Educação foram suspensas, além de contar com os cerca de 8 mil servidores acima de 60 anos, gestantes e portadores de doenças autoimunes e oncológicas, que não estão trabalhando por precaução ao contágio, já que estão na chamada população de risco da doença.

O prefeito de Macaé reforçou também a importância da união de toda a rede de serviços da cidade, que mantém de colaboradores a clientes, e lembrou que os cuidados para evitar ou reduzir o número de contaminações pode ser fundamental para impedir um colapso da rede pública de Saúde, como está acontecendo na Itália.

No país europeu, o 1ºª caso confirmado da doença foi registrado no último dia 21 de fevereiro, e segundo dados de um site criado pela Microsoft para monitorar a doença pelo mundo, o coronavírus já foi confirmado em mais de 26 mil pessoas, levando 2.503 à morte em apenas 25 dias, e ocasionando o colapso da rede de saúde italiana.

“Existe uma única porta final, que é a rede hospitalar e, se não cuidarmos, ela vai colapsar. O que precisamos fazer é evitar aglomeração, dissipar o convívio social e preservar leito hospitalar. Não é um cenário minimamente confortável, acima de tudo temos que preservar vidas”, avaliou Dr. Aluizio.

No Brasil, o 1º caso da doença foi confirmado no dia 25 de fevereiro, e em apenas 21 dias, já são mais de 300 casos em todo o país, segundo dados das secretarias estaduais de Saúde, com a 1ª morte registrada nesta terça.

Administrador do Shopping Plaza Macaé, Paulo Alexander informou que a ideia é que o shopping funcione em horário reduzido, seguindo padrão de outros empreendimentos que fazem parte da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

“Vamos seguir aquilo que for determinado para todo o setor. Ainda não tem confirmação, mas a probabilidade é de um horário reduzido já a partir de amanhã (quarta-feira, 18)”, revelou Paulo Alexander.

Diretora dos hotéis Royal em Macaé, Isabel Tunas destacou que, a partir do decreto, a alta ocupação de turistas vai diminuir, reduzindo a probabilidade de contágio. Akém disso, citou que na sua rede, a orientação é o fechamento de todas as áreas de lazer e de convívio para evitar ao máximo o contato entre os hóspedes.

“A gente tinha expectativa de grande ocupação de turistas, inclusive nos próximos feriados e durante esses 30 dias a suspensão é um dos fatores mais relevantes porque, a partir de agora, a gente passa a trabalhar apenas com contingente de executivos, que têm necessidade de estar na cidade e não quem vem a lazer, o que pode causar contaminação”, comentou a diretora.

Já a presidente do Polo Gastronômico Macaé, Mirian Barbosa, mencionou que os bares e restaurantes da associação reduzirão sua área de atendimento em 30% do número de lugares disponíveis para consumo, sendo que este número deverá ser inferior a 100 lugares, com horário de funcionamento reduzido para os períodos entre 11h30 e 14h30, e entre 18h e 23h, entre outras medidas, como a oferta de copos descartáveis e álcool 70%.

O município segue tomando medidas para tentar conter o avanço da doença na cidade, e nesta terça, anunciou, por meio da Secretaria de Saúde, que todos os serviços que funcionavam no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, onde foi criado o Centro de Triagem do Doente por Coronavírus, foram transferidos para outros espaços da administração municipal.

Enquanto o Centro de Referência ao Diabético (CRD) está no Centro de Especialidades Dona Alba, no Centro, o atendimento do Programa de Tuberculose e Hanseníase está sendo feito no antigo Núcleo de Práticas Integrativas, e o Laboratório de Citopatologia está funcionando no Centro de Especialidades Cláudio Moacyr, também conhecido como Barracão.

Outra medida tomada pela Prefeitura de Macaé nesta terça foi a suspensão do atendimento na Farmácia Especial de Componente Especializado de Macaé, também conhecida como Farmácia do Estado, nesta terça e quarta-feira.

De acordo com o município, o setor funcionará em novo endereço, a partir de quinta-feira, 19, na Farmácia Central do Centro Integrado de Administração da Saúde (Cias), onde também funciona a sede da Secretaria de Saúde.

Mais um serviço que mudou de endereço emergencialmente nesta terça foi Patrulha Maria da Penha, que está sendo transferida do Jorge Caldas, mas o novo endereço ainda não foi divulgado pela administração municipal.

Mais lidas da semana