Mídias Sociais

Política

Prefeita de Carapebus consegue liminar que suspende processo de impeachment da Câmara Municipal

Avatar

Publicado

em

 

Por decisão da juíza Kathy Byron Alves dos Santos, titular da Vara Única de Quissamã e Carapebus, a Câmara Municipal de Carapebus terá que suspender a Comissão Processante que visa cassar o mandato da Prefeita Christiane Cordeiro (PP).
Por meio de uma liminar concedida em mandado de segurança, nesta quinta-feira, 27, a juíza determina que o Legislativo suspenda imediatamente os trabalhos da comissão e o processo de impeachment da prefeita.
De acordo com a magistrada os vereadores de Carapebus estariam atropelando a legislação ao julgar a prefeita por supostos crimes comuns, o que seria atribuição do Judiciário e não do Legislativo, a quem caberia julgar crimes de responsabilidade.

Na liminar que determina que os vereadores cessem os trabalhos da comissão até o julgamento do mérito, a juíza lembra ainda que Christiane tentou 4 mandados de segurança em 2 meses para tentar frear o impeachment na Câmara.

“Tendo em vista que, conforme noticiado nos MS [mandados de segurança] anteriores, o processo de impeachment foi deflagrado em abril deste ano e, provavelmente, seu encerramento se avizinha; considerando, ainda, que a conclusão do processo que pode estar eivado de nulidade causará maior dano à impetrante que o adiamento de seu desfecho, por algumas semanas, à comissão processante, defiro a liminar para determinar a suspensão dos atos da comissão processante até o julgamento do mérito”, escreve a juíza em trecho da decisão.

Mais lidas da semana