Mídias Sociais

Política

Posse de deputados presos e suplentes ainda rende debates e recursos na Alerj

Avatar

Publicado

em

 

Agora deputado estadual do Rio, o suplente Sérgio Fernandes (PDT) comemora o fato de ter assumido a cadeira do titular Luiz Martins (PDT), preso pela Operação Furna da Onça

Os deputados Renan Ferreirinha (PSB) e Chicão Bulhões (NOVO) deram entrada, nesta terça-feira, 26, em um recurso para revogar a decisão da mesa diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), que permitiu a posse de 5 deputados presos pela Operação Furna da Onça.

Os autores do recurso alegam que o livro de posse não poderia ter saído da Alerj sem um requerimento assinado pela maioria dos deputados e que os presos não tomaram posse no prazo de 30 dias e nem ao menos requereram sua prorrogação.

O recurso é destinado ao presidente da Casa, André Ceciliano (PT), a quem agora cabe levar o caso ao plenário, recurso que pode revogar o termo de posse. Por falar em posse, 2 deputados suplentes foram empossados na mesma terça-feira.

Nos lugares dos presos Luiz Martins (PDT) e Chiquinho da Mangueira (PSC), assumiram os suplentes Sérgio Fernandes (PDT) e Sérgio Louback (PSC), que assinaram o livro de posse e prestaram compromisso no microfone, no início da sessão plenária, já participando das votações de propostas e vetos a projetos de lei, ocorridas durante a tarde.

Os vereadores Capitão Nelson (AVANTE) e Carlo Caiado (DEM), respectivamente, de São Gonçalo e do Rio, na lista de suplentes dos outros presos, Marcos Abrahão (AVANTE) e André Corrêa (DEM), precisam resolver trâmites internos das respectivas Casas Legislativas antes de poderem mudar os gabinetes para a Praça Quinze, onde fica o Palácio Tiradentes, sede do Legislativo fluminense.

Coronel Jairo (SD), suplente de Marcus Vinicius Neskau (PTB), tem outro problema bem diferente. O moço também foi alvo da Operação Furna da Onça, e está impedido de ocupar o cargo público. A Casa deverá esperar os 30 dias regimentais até poder convocar o segundo suplente, o vereador niteroiense Paulo Bagueira (SD).

Mais lidas do mês