Mídias Sociais

Política

Novo Bloco D da Cidade de Universitária de Macaé já funciona como sede da UFF no município

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé finalmente inaugurou, na última semana, o novo Bloco D da Cidade Universitário, onde começou a funcionar o Instituto de Ciências da Sociedade (ICM), da Universidade Federal Fluminense (UFF), que agora passa a ter sede dentro do complexo educacional que, além das instituições de Ensino Superior, abriga também o Colégio de Aplicação (CAp), do governo municipal.

Realizada na última quinta-feira, 27, a cerimônia contou com a presença de poucas pessoas, entre elas o prefeito Dr. Aluízio (PSDB), todas respeitando os protocolos de distanciamento e também o uso obrigatório de máscaras.

“Com o novo espaço, agora a UFF irá intensificar os projetos de extensão e os espaços para pesquisas, como o Centro de Assistência Jurídica (CajUFF), que atende trabalhadores e pequenos empreendedores com orientação jurídica; e o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF), voltado para microempreendedores, organizações não governamentais e pessoas de menor poder aquisitivo, junto às questões da Receita Federal”, explicou a prefeitura.

Reitor da UFF, Antônio Cláudio da Nóbrega avaliou durante a cerimônia que o novo Bloco D não é apenas um prédio, mas significa também uma mudança de patamar da instituição para contribuir com o desenvolvimento do município.

“Agradecemos ao prefeito pela visão contemporânea de uma cidade que não se desenvolve apenas economicamente. Em nome de toda universidade, nossa gratidão a todos”, comentou o reitor da UFF.

Para o prefeito Dr. Aluízio, que lembrou a época que não existia faculdade em Macaé e que os moradores da cidade tinham que viajar para os municípios próximos para cursar o Ensino Superior, o novo prédio representa a vontade que Macaé tem na permanência da UFF no município.

“Vivemos um momento de incertezas e distanciamentos, mas seguimos acreditando que dias melhores virão e que cada um pode fazer um pouco mais, com simplicidade e humildade”, acrescentou o chefe do Executivo.

Além da UFF e do CAp, compartilham o espaço ainda a Faculdade Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ao todo são mais de 6 mil estudantes, 18 cursos de graduação e mais 8 de pós-graduação nos níveis de mestrado e doutorado.

“A construção do prédio anexo aos outros três já existentes no polo universitário comprova o compromisso do município com a expansão e o fortalecimento do ensino superior gratuito e de qualidade em Macaé, cidade referência do ‘Saber e do Conhecimento’”, concluiu a prefeitura.

Mais lidas da semana