Mídias Sociais

Política

MPF pode estender decisão de desvincular cobrança na conta de energia em Campos

Avatar

Publicado

em

 

Medida do MPF poderia estender efeitos de decisão da Justiça de Queimados. 

O Ministério Público Federal (MPF) de Campos dos Goytacazes poderá entrar na briga com a concessionária Enel, contra a cobrança abusiva da taxa de iluminação pública na conta de energia dos consumidores.

A concessionária, que atua em diversas cidades da região, já enfrenta duas ações na Justiça Estadual, uma Ação Civil Pública promovida pela Defensoria Pública e um uma ação individual proposta pela consumidora Paula Alessandra Silva de Salvo Barbosa.

Nas duas ações, o pedido é para que a Enel desvincule a cobrança da taxa de iluminação pública, um tributo instituído pela prefeitura que teve aumento de 193%, da conta de energia dos consumidores.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, trata-se de cobrança casada e só poderia ocorrer mediante autorização expressa dos consumidores, mas a concessionária faz cobrança compulsória, sem autorização.

O MPF poderá acionar a Justiça Federal no sentido de estender os efeitos de uma decisão colegiada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), que na cidade de Queimados, na Baixada Fluminense, obrigou a concessionária Light a desvincular a cobrança. A partir da decisão, a Light passou a emitir 2 códigos de barra.

Para que a decisão que vigora em Queimados seja estendida a Campos dos Goytacazes, é preciso que haja um pedido do MPF, o que poderá resultar numa segunda frente de luta contra a concessionária, que é controlada por um grupo estrangeiro, e nos municípios em que atua no Estado do Rio, é uma das campeãs de reclamações nos órgãos de defesa do consumidor.

Da Redação

Foto: Reprodução

Mais lidas do mês