Mídias Sociais

Política

Macaé tem primeiro nome confirmado para concorrer a uma vaga na Alerj nas eleições

Avatar

Publicado

em

 

Realizada no último dia 1 de agosto, convenção estadual do PT lançou candidatura do vereador de Macaé, Marcel Silvano (de preto, à direita), na corrida por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj)

Na última quarta-feira, 1 de agosto, o PT confirmou, através de sua convenção estadual visando as eleições gerais que acontecem em outubro deste ano, a primeira candidatura de Macaé para a disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

Apostando na juventude e na defesa da democracia, o jovem vereador Marcel Silvano, que está em seu segundo mandato na Câmara Municipal, surge como primeiro nome confirmado na corrida a deputado estadual, que deve ter outros nomes de peso no cenário político municipal, como os também vereadores, Julinho do Aeroporto (MDB) e Dr. Luiz Fernando (PTC).

Em busca de ter uma real representatividade no Legislativo estadual, a cidade, que já teve até presidente da Alerj, há tempos sofre com o descaso político de deputados e governadores, que vêm deixando de lado a Capital Nacional do Petróleo nos últimos anos.

Para Marcel, cuja atuação na Câmara é elogiada por vereadores experientes como o presidente da Casa, Dr. Eduardo Cardoso (PPS) e até mesmo por Julinho, seu provável rival na corrida eleitoral, colocar o nome para avaliação da sociedade é uma forma de sinalizar para a renovação dos quadros políticos da região e do Estado do Rio.

“É tempo que mistura desânimo e expectativa. E nesse cenário, é necessário estar à disposição da sociedade, para que possa fazer a opção pela continuidade, ou pela renovação. Eu busco representar um sentimento de renovação”, afirmou o vereador.

Voltando ao discurso mais moderado de seu primeiro mandato, Marcel acredita que pode ser um elo de diálogo e de integração regional, atuando para trazer de volta a representatividade que não apenas Macaé, mas toda a região precisa.

“Nós somos uma região vital para a economia do país e do Estado do Rio. Quero colaborar para intermediar o diálogo entre os municípios da região. Pensar políticas públicas integradas. Nossa região vive dinâmica de metrópole e os municípios passam por problemas parecidos. Desemprego, transporte, moradia, violência, saúde e educação. Não há soluções isoladas para nossos municípios. Quero ajudar nisso”, explicou Marcel.

Câmara Federal – Também nesta última semana de convenções partidárias, a cidade de Macaé ganhou nomes importantes, e distintos, para a disputa por uma vaga no Congresso nas eleições de outubro.

Entre os 3 principais até a tarde desta sexta-feira, 3, estava o deputado estadual Christino Áureo (PSD), que apesar de deputado eleito, passou mais tempo dentro do Executivo do que do Legislativo, deixando a Secretaria Estadual da Casa Civil e Desenvolvimento apenas por causa da eleição.

Com grande participação nos governos do ex-governador Sérgio Cabral (MDB), preso desde novembro de 2016, e do atual, Pezão (MDB), Christino tenta agora chegar a Brasília, dessa vez sem o apoio da cúpula do MDB, que sofre com prisões no Estado do Rio e escândalos de corrupção na capital federal.

Sem a máquina do MDB fluminense para ajudar na campanha, o ex-vice-prefeito Danilo Funke (PSOL) e o delegado federal Felício Laterça (PSL) surgem como outros nomes de peso em Macaé para concorrer a deputado federal.

Segundo o calendário eleitoral, o prazo para realização das convenções partidárias se encerra neste domingo, 5, quando outros nomes devem ser confirmados ou rejeitados para as disputas aos legislativos, estadual e federal.

O prazo para fazer o pedido de registro de candidatura destas eleições gerais é até o dia 15 de agosto, e no dia 16, as campanhas estão liberadas. Os nomes para as disputas a presidente, governador, deputados estaduais e federais, e senadores devem aparecer no site do Tribunal Superior Eleitoral a partir das próximas semanas.

Mais lidas da semana