Mídias Sociais

Política

Falta de número regimental quase impede realização de sessão desta quinta-feira (09) em Cabo Frio

Avatar

Publicado

em

 

Quase não teve sessão na Câmara dos Vereadores de Cabo Frio nesta quinta-feira (09). Quase, mas foi por pouco, muito pouco. Dos 17 vereadores da cidade de Cabo Frio, somente 9 vereadores estiveram presente no plenário, número mínimo regimental para que haja sessão. Quando a sessão se iniciou, não havia número suficiente, então o presidente em exercício da Casa, Eduardo Kita, suspendeu a sessão por 5 minutos, até que houvesse número regimental.

Faltaram a sessão os vereadores Marcelo Correa, Jefferson Vidal, Aquiles Barreto, Paulo Henrique Correa, Dr. Taylor, Braz Enfermeiro, Vanderlei Bento e Ricardo Martins, totalizando 8 ausências. O número de cadeiras vazias no plenário contrasta com as sessões anteriores, em que havia iminência do Projeto de Lei do empréstimo ser votado, e que as sessões estavam praticamente lotadas. A única parte da Câmara que estava repleta de gente era a assistência. Os funcionários da saúde marcaram presença e lotaram a área destinada ao público.

A sessão foi rápida, durou pouco mais de 20 minutos e o projeto mais relevante que estava em pauta foi a reforma da praça do bairro Palmeiras, de autoria do vereador Jefferson Vidal. A votação do projeto foi prejudicada pela ausência do vereador. A parte mais esperada da sessão foi o momento das explicações pessoais, quando os vereadores usam a tribuna para levantar questões, emitir opiniões acerca do governo, projetos, etc.

Dr. Adriano falou sobre situação da coleta de lixo, principalmente em Tamoios: “Eu estive recentemente em Tamoios e pude constatar a triste situação do Distrito. Tudo alagado e muito lixo se acumulando pelas ruas. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), 3 dias sem coleta de lixo já é estado de calamidade, pelo risco de contágio de doenças infecciosas. O que eu vi em Tamoios é uma situação calamitosa” – ponderou o vereador.

Mais lidas da semana