Mídias Sociais

Política

Em entrevista à radio de sua cidade, deputado estadual de Campos acena com apoio à reeleição de Rafael Diniz

Avatar

Publicado

em

 

Em entrevista a um programa da Rádio Folha FM 98,3, de Campos dos Goytacazes, o deputado estadual João Peixoto (DC) afirmou que os 2 vereadores do partido no município, José Carlos e Cláudio Andrade, não têm clima para continuar na legenda.

Em seu 6º mandato na Assembleia Legislativo do Estado do Rio (Alerj), parlamentar de 74 anos disse que não pretende se aposentar e ainda abriu as portas do DC para outros 2 parlamentares campistas, Jorginho Virgílio (PATRIOTA) e uma vereadora, que preferiu não dizer o nome.

Peixoto ainda falou que conversa com o Prefeito Rafael Diniz (PPS) para apoiá-lo na candidatura à reeleição no pleito municipal no ano que vem, garantindo que vai ganhar a eleição em 2020, dando a entender que seja apoiando o atual prefeito ou outro candidato, estará ao lado do vencedor.

“Meu relacionamento com os dois [José Carlos e Cláudio Andrade] é ótimo. Mas eu não acredito que os dois vão continuar no partido. Acredito que estão esperando a janela para sair porque não têm mais ambiente para ficarem no partido. Não serão candidatos no DC”, disse o deputado, que chegou a bater na madeira ao citar o nome de José Carlos durante a entrevista.

Sobre Jorginho Virgílio, o deputado João Peixoto elogiou o vereador que caminhou ao seu lado durante a campanha eleitoral no ano passado, mas disse não acreditar na permanência do parlamentar, revelando que uma vereadora campista pode estar de malas prontas para o DC.

“Foi convidado para o partido, quando abrir a janela de troca, ele é o meu convidado para ser reeleito no DC. Tem também uma vereadora, que prefiro não citar o nome, já está com um pé dentro do DC também”, contou João Peixoto, que confessou ter frenquetado uma festa em que também estava a vereadora Rosilani de Renê (PSC).

Atualmente, há 4 vereadoras da cidade, e além de Rosilani, também ocupam cadeiras na Câmara Municipal, as parlamentares, Joilza Rangel (PSD), Marcelle Pata (PR) e Josiane Morumbi (PATRIOTA), do mesmo partido de Virgílio.

Em resposta às declarações do deputado estadual de Campos, que também é presidente estadual do DC, o vereador Cláudio Andrade negou, segundo o site Folha1, do mesmo grupo de comunicação da rádio, que seu clima para continuar no partido seja ruim.

“Meu clima no partido é o melhor possível, sem divergência e respeitoso. Sobre uma mudança de partido, não é uma hipótese que vou analisar agora. No momento estou debruçado em coisas mais importantes no meu trabalho na Câmara. É uma análise subjetiva dele, mas não há nenhuma animosidade entre nós”, declarou Cláudio Andrade, um dos 12 vereadores eleitos em 2016 eu permanecem na Câmara.

Já Jorginho Virgílio confirmou ao site do jornal Folha da Manhã que tem uma boa relação com João Peixoto, mas desconversou sobre uma possível mudança de partido na próxima janela partidária.

“O PRP, que virou PATRIOTA depois da fusão, não terá tempo para se estruturar para uma eleição que já está muito próxima. O DC é um partido que já tem uma história na cidade e me dou muito bem com o deputado e com os membros do diretório. Seria, sim, uma boa opção. Mas só irei tratar sobre o assunto assim que o calendário eleitoral permitir”, analisou o vereador, outro dos 12 que se manteve na Casa depois das investigações da Operação Chequinho, que afastou 21 vereadores de Campos.

De olho na eleição de 2020, João Peixoto lembrou a afinidade com o avô de Rafael Diniz, Zezé Barbosa, e falou que deve apoiar o atual prefeito no próximo pleito, além de garantir apoio à Prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP).

“Eu vou ganhar a eleição em 2020. Em São João da Barra não tem conversa. Minha prefeita já está eleita, Carla Machado. Eu acredito no meu trabalho. Sou uma pessoa que todo mundo fala comigo. Sabe por quê? Porque eu atendo”, finalizou o deputado em entrevista à rádio campista.

Mais lidas do mês