Mídias Sociais

Política

Debate Político Eleitoral aconteceu em Quissamã nesta terça-feira (20)

Avatar

Publicado

em

 

O Núcleo de Educação Ambiental da Bacia de Campos (NEA-BC) juntamente com o Instituto Federal Fluminense (IFF), realizaram na noite desta segunda-feira (20) o Debate Político Eleitoral do município de Quissamã.

Na ocasião estavam presentes os quatro candidatos ao cargo de prefeito do município, entre eles: Armando Carneiro (PSB); Djamim Ferreira (PRTB); Fátima Pacheco (PTN) e o atual prefeito, candidato à reeleição Nilton Furinga (PSDB).

O evento foi realizado em quatro blocos, divididos em debate entre os candidatos, debate com o plenário, debate com perguntas formuladas pela Comissão organizadora, leitura de cartas de conselhos e as considerações finais dos candidatos.

No primeiro bloco, de 13 minutos, com temas livres, os candidatos fizeram perguntas entre si. Cada candidato fez somente uma pergunta e todos os outros foram questionados pelo menos uma vez.

Já no segundo bloco, de 32 minutos, também com temas livres, os candidatos responderam as perguntas do plenário. Uma das questões debatidas na noite foi em relação a educação. Segundo o candidato Djamim Ferreira (PRTB), é preciso por as contas em dia e retornar com as bolsas de estudos para quem for estudar. “Na verdade Quissamã tem jeito e nós temos que cuidar melhor dessas finanças”, disse.

Para o candidato Nilton Furinga (PSDB) a educação requer uma atenção especial pelo o que já foi gasto e nada foi feito. “Temos mais de R$ 160 milhões a menos e uma receita de 2007. Na verdade temos a despesa maior que a receita”, comentou.

Outro tema debatido e questionado pelo plenário foi em relação a equipe de trabalho do novo prefeito. Todos os candidatos apresentaram propostas e entre eles, a candidata Fátima Pacheco (PTN) realçou que a prefeitura precisa ter uma equipe preparada em todos os quesitos. “Não só temos que ter uma qualidade técnica, mas também uma equipe humana. Trabalhamos com pessoas e precisamos oferecer a elas uma melhor qualidade de vida”, frisou.

O terceiro bloco foi marcado por perguntas elaboradas pela comissão organizadora e a partir de temas pertinentes a cidade. Mediante a atual situação do país, a “ficha limpa” também foi foco de discussão.

Os Royalties tão debatido nos últimos anos, também foi tema da noite. Todos os candidatos apresentaram propostas para a utilização desse recurso. Para Nilton Furinga (PSDB), é preciso estabelecer parcerias com setores produtivos no município. “Precisamos de parcerias de incentivos e trazer com isso a sustentabilidade. Não temos que ter somente grandeza de números mas em geração de emprego e desenvolvimento”, disse.

A juventude também foi lembrada no debate, sendo ela a que mais sofreu com a crise instalada no pais. “Temos também o aumento da violência e o que mais temos hoje, são jovens pedindo emprego. Temos que atrair empresas e voltar com o Programa Quissamã Empreendedor”, argumentou o candidato Armando Carneiro (PSB).

Fátima Pacheco disse que é preciso investir no jovem e usar o dinheiro público para gerar mais emprego. Já Nilton Furinga (PSDB) ressaltou que dará prosseguimento aos projetos voltados para os jovens e que sempre deve prevalecer a verdade.

O quarto e último bloco, de 12 minutos, foi dedicado a fala dos conselhos e as considerações finais. Foram lidas cartas que foram elaboradas com propostas dos conselhos para que os candidatos às avaliassem em seus respectivos planos de governo.

Nas considerações finais, cada candidato falou um resumo de toda a proposta de governo que irá adotar. Todos parabenizaram os coordenadores e os idealizadores do debate, que foi de alto nível e marcou a história política do município mediante a organização e o espaço democrático para todos.

No final Nilton Furinga (PSDB) destacou que mesmo com a crise a saúde no seu governo está sendo de qualidade e priorizou também o esporte como um dos meios de desenvolvimento dos jovens.

Para encerrar a diretora geral do IFF – Campus Quissamã, Aline Estaneck agradeceu o nível do debate e a colaboração de todos os envolvidos. O mesmo disse o assistente de Mobilização e Logística do NEA-BC, Wagner Nunes Firmino, que o debate foi um momento histórico para Quissamã e com isso fortalece a democracia.

 

Esio Bellido

Foto: Igor Faria

 

 

Mais lidas do mês