Mídias Sociais

Política

Cidades da região sofrem perdas nos repasses de royalties em janeiro em relação a dezembro

Publicado

em

 

Municípios produtores de petróleo do Estado do Rio começam 2018 com queda nos valores dos royalties em relação ao final de 2018

Considerados “tábua de salvação” por diversos gestores municipais, os valores dos repasses de royalties do petróleo pagos aos municípios no Estado do Rio neste mês apresentaram queda de 20% em relação a dezembro do ano passado.

As informações foram divulgadas no blog do professor Roberto Moraes, titular sênior do Instituto Federal Fluminense (IFF), e pesquisador na área de óleo e gás, que repassou dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e foram tabulados mais uma vez pelo superintendente de Petróleo, Gás e Tecnologia da Prefeitura de São João da Barra, Wellington Abreu.

Os valores depositados na conta dos municípios são os referentes à produção de novembro, onde o preço do barril de petróleo no mercado internacional já havia caído bastante, gerando a queda nos royalties, que são calculados com base no valor do dólar e do preço do barril.
Segundo os dados, em termos absolutos, as maiores perdas são das prefeituras de Macaé e Campos dos Goytacazes, com valores de aproximadamente 13 milhões de reais a menos do que o recebido em dezembro.

Nos repasses de janeiro, os maiores valores em termos absolutos recebidos são de Macaé, com 47,1 milhões de reais, seguido de Maricá, com 46,1 milhões de reais, de Niterói, com 38,1 milhões de reais, e de Campos, com 33,8 milhões de reais.

Na região, depois de Macaé e Campos, aparecem Cabo Frio, com 12,2 milhões de reais, e Rio das Ostras, com 11,4 milhões de reais, seguida de São João da Barra, 9,1 milhões de reais.

Já em relação à porcentagem das perdas do fim de 2018 para o início de 2019, na região, Rio das Ostras aparece na frente, com queda de 26,2%, seguida de Campos, com 26%, São João da Barra, com 24,2%, Casimiro de Abreu, com 22,2%, e Macaé, com 22,1%.


 

Mais lidas do mês