Mídias Sociais

Política

CARP de Macaé já iniciou tratamento para 30 pacientes com sequelas causadas pela infecção do coronavírus

Publicado

em

 

Inaugurado em novembro desse ano, o Centro de Acolhimento e Reabilitação de Pacientes Pós-Covid-19 (CARP) de Macaé oferece serviços em especialidades de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia e nutrição para pacientes com sequelas causadas pela infecção do coronavírus.

A unidade, que possui regulação própria, garantindo acesso a exames e consultas de especialidades médicas em geral, como pneumologia, cardiologia, angiologista, urologista, ortopedia e neurologia, foi criada atendendo lei de autoria do vereador Tico Jardim (PROS).

De acordo com a prefeitura, nos primeiros 20 dias de funcionamentos, o CARP registrou o cadastro de cerca de 30 pessoas que já iniciaram os tratamentos especializados promovidos por equipe multidisciplinar responsável por acompanhar a evolução do quadro clínico e físico do paciente.

“O objetivo do CARP é acolher e garantir o atendimento adequado ao paciente que apresenta sequelas pós-Covid. O nosso diferencial é possuir regulação própria, o que permite o encaminhamento direto para o atendimento a qualquer especialidade médica e exames da rede municipal. Possuímos também uma equipe multidisciplinar que realiza um trabalho importante para a reabilitação das pessoas acolhidas por nossa unidade”, contou o coordenador da Divisão Especial de Fisioterapia e Reabilitação, Nichollas Augusto.

Segundo a prefeitura, além dos atendimentos de reabilitação, o CARP também está se tornando um polo de pesquisas realizadas por instituições de ensino da região, como o trabalho desenvolvido por acadêmicos e professores do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Os pesquisadores do NUPEM acompanham pacientes atendidos pelo CARP através das análises de monitoramento da pandemia realizadas no Laboratório do Projeto Covid-19, mantido através da cooperação técnica estabelecida entre a UFRJ e a Secretaria de Saúde”, acrescentou o município.

Para ter acesso ao CARP, os pacientes que apresentam sequelas do coronavírus devem ser encaminhados pelas unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF), pelo Centro de Triagem (CTC) do Jorge Caldas, ou pelo Centro de Especialidades Médicas Dr. Moacir Santos (Barracão).

Já os pacientes que passaram por internação nas enfermarias e Centros de Terapia Intensiva (CTIs) são encaminhados de forma direta pelo Hospital Público Municipal (HPM) e unidades da rede privada.

Mais lidas da semana