Mídias Sociais

Política

Câmara de Macaé aprova cassação de título de mérito político dado a Wilson Witzel às vésperas do 2º turno de 2018

Avatar

Publicado

em

 

Em ação rara na manhã desta terça-feira, 27, a Câmara Municipal de Macaé aprovou o pedido de cassação do título de mérito político conferido ao governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), afastado do cargo por decisão da Justiça e alvo de processo de impeachment.

Proposto pelo vereador Julinho do Aeroporto (PSDB), que apoio a candidatura de Witzel em Macaé, o título foi aprovado pelos vereadores macaenses e entregue ao ainda candidato em outubro de 2018, após o 1º turno do pleito.

O pedido de cassação foi feito pelo presidente da Casa, Dr. Eduardo Cardoso (PODE), que esteve ausente da sessão desta terça-feira, fazendo com que, curiosamente, a votação fosse presidida justamente por Julinho do Aeroporto, que decidiu pela apreciação imediata da matéria, mesmo com o atraso do autor, que chegou à sessão virtual apenas com a discussão em andamento.

Seguidores da linha bolsonarista, os vereadores Paulo Antunes (PSDB) e Zé Prestes (PTB) elogiaram a iniciativa de Julinho, que se justificou dizendo que se sentia em um tribunal da Inquisição, citando até mesmo o inquisidor espanhol Tomás de Torquemada, que teria sido responsável pela execução de mais de 2 mil judeus, muçulmanos e outras pessoas acusadas de heresia na Espanha no século XV.

O autor se disse chateado pela maneira como estava sendo tratado devido à sua ligação com o governador na época da campanha eleitoral e lembrou que outros ex-governadores do Rio envolvidos em crimes de corrupção que receberam títulos semelhantes da Câmara de Macaé.

Presidente da Casa, Dr. Eduardo pediu desculpas ao seu vice-presidente, ressaltou que em nenhum momento teve a intenção de manchar a imagem do vereador, e lembrou que ninguém tem o poder de prever o futuro, além de afirmar que pretende cassar os títulos dos ex-governadores Sérgio Cabral (MDB) e Pezão (MDB), atualmente presos.

“Todos os governadores do Estado do Rio nos últimos 20 anos foram cassados, exceto Benedita da Silva, mulher, negra, do PT, que foi a única que não foi cassada. Vou fazer esse requerimento para cassar todos esses títulos aos ex-governadores, Julinho”, disse Dr. Eduardo Cardoso, que confessou ter votado em Pezão, tentando aliviar o colega de plenária e de mesa diretora.

Outro que se mostrou favorável à cassação foi o vereador Dr. Luiz Fernando (CIDADANIA), que fez coro com os vereadores Marcel Silvano (PT) e o próprio Dr. Eduardo, lembrando a violência com que a gestão do governador foi marcada, mas comentou sobre a dificuldade de voltar atrás na decisão sobre um título de mérito político.

O título de mérito político do governador Wilson Witzel foi cassado pela Câmara após aprovação unânime de todos os 17 vereadores, em votação por videoconferência. Por fim, o presidente da Casa reforçou a intenção de promover a cassação dos títulos dos ex-governadores do Rio presos por crimes de corrupção.

Mais lidas da semana