Mídias Sociais

Destaque

Tiroteio e guerra de facções terminam com sete presos em Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Na ação foram apreendidos quatro radiotransmissores e uma réplica de fuzil.

Sete pessoas foram presas pela Polícia Militar (PM), durante uma suposta guerra de facções iniciada na manhã desta sexta-feira (30), em Macaé. De acordo com a PM, a ação foi deflagrada após denúncias recebidas pelo 190, afirmando que criminosos estariam agrupados na Linha Férrea, saindo do Bosque Azul em direção à Ajuda de Baixo,  a fim de atacar e tomar o território de uma facção rival.

Moradores relataram momentos de terror vividos por volta das 11h da manhã, quando elementos suspeitos passaram pela Rua 7, na Ajuda de Baixo, atirando intensamente.  “Ninguém aguenta mais tanto tiroteio e violência aqui no bairro. Está virando um inferno. Não temos mais o direito de ir e vir”, relatou uma moradora, que por segurança, não será identificada.

Após as denúncias, militares incursionaram a localidade onde efetuaram um cerco tático a fim de ocupar as possíveis rotas de acesso e fuga dos suspeitos. Ainda segundo a PM, as equipes visualizaram cerca de 15 elementos em cima da Linha Férrea, que ao perceberem a aproximação da outra facção, que vinha em sentido oposto, iniciaram troca de tiros.

Após o cessar fogo, os policiais capturaram cinco suspeitos, que pularam em um valão, mas ficaram agarrados na lama. De acordo com as equipes, as armas que eles portavam se perderam na lama. Às margens do valão foram apreendidos quatro radiotransmissores. Em outro ponto, dois homens ligados à outra facção, segundo a PM, foram presos, após trocarem tiros com militares. Com um deles foi apreendida uma réplica de fuzil.

Os sete envolvidos foram levados para a 128ª Delegacia Policial de Rio das Ostras (128ª DP), responsável pelo plantão do fim de semana. Lá eles foram autuados por Associação ao Tráfico e ficaram presos, aguardando transferência para o sistema penitenciário.

 

 


 

Mais lidas do mês