Mídias Sociais

Polícia

Representantes da Polícia Rodoviária Federal visitam Complexo Portuário do Açu

Avatar

Publicado

em

 

Duplicação da BR-356, que liga São João da Barra a Campos também foi assunto da visita

Tunan Teixeira

Por meio de articulações da Prefeitura de São João da Barra, representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fizeram uma visita técnica ao Complexo Portuário do Açu, distrito do município que ganhou destaque nacional depois da instalação do empreendimento.

A visita técnica foi feita por meio das secretarias de Ordem Pública, e de Planejamento e Informatização, e serviu para que a PRF pudesse entender como funciona o Porto, além de obter informações sobre o tráfego de carretas na BR-356.

Segundo a prefeitura, a visita contou com a presença de André Martins da Silva, que representou o superintendente da PRF do Rio, José Roberto de Lima Neto; do chefe da 8ª Delegacia da PRF, Wheber Boroto; e do chefe de policiamento, Darlan Gomes.

Também acompanharam a visita o subsecretário de Planejamento e Informatização, José Carlos Chagas; o secretário e o subsecretário de Ordem Pública, respectivamente, Maxwell Araújo e Rodrigo Machado; além do superintendente de Trabalho e Renda, Marcelino Souza.

Segundo dados da B-Port, empresa responsável por cerca de 80% das operações offshore no Complexo do Açu, em setembro foi registrada uma movimentação de 3.421 viagens de carretas, num total de 5.800 viagens de movimentação de carga oriundas do Complexo Portuário do Açu, de acordo com a prefeitura, contabilizando todas as empresas de operação.

“Acreditamos que, com a previsão de aumento de trafego na BR-356, levando em consideração os dados existentes de feridos e mortos em acidentes, estudo de engarrafamento no verão, movimentação de carretas do Porto, além do movimento normal da BR, seja necessário efetuar uma obra de duplicação da rodovia, visando ocasionar maior segurança e celeridade ao tráfego, além de garantir a expansão do Porto do Açu com o aumento do transporte de carga”, analisou Wheber Boroto.

De acordo com Darlan Gomes, com a duplicação da rodovia, haverá uma redução do número de acidentes e multas de veículos que transitam no acostamento, principalmente quando a pista está congestionada.

“Em 2013, foram registrados 181 acidentes que resultaram em feridos ou mortos; em 2014, 183; 2015, 185; e em 2016, 114. Esse número provavelmente ficou reduzido devido à  colocação de radares e o não registro de acidentes pela internet”, contabilizou o chefe de policiamento da PRF.

O Secretário de Ordem Pública lembrou ainda que a Prefeita Carla Machado (PP) vem reivindicando junto ao governo federal a realização desta obra de duplicação do trecho da BR-356 entre Campos e São João da Barra, além de pedir o aumento do efetivo da PRF na região.

“A BR-356, principal via de acesso à cidade de São João da Barra, passa pelos distritos de Barcelos, Degredo, Cajueiro, Grussaí e Atafona, além de fazer também a ligação com a RJ-240, que dá acesso ao Porto Açu e a todo o quinto distrito”, reforçou o gestor da pasta.

Foto: Divulgação

Mais lidas da semana