Mídias Sociais

Polícia

Líder do governo falta e CPI dos Transportes da Alerj aprova convocação de representantes do alto escalão para prestar esclarecimentos

Publicado

em

Secretários Estaduais de Transportes e da Casa Civil estão entre os que terão que se explicar diante da CPI

Que as coisas não andam bem para os lados do governo na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), todo mundo já está cansado de saber, principalmente com as prisões dos chefões da Casa, Jorge Picciani (PMDB), Edson Albertassi (PMDB) e Paulo Melo (PMDB), em novembro do ano passado.

Na última segunda-feira, 26, a bancada governista não conseguiu sequer maioria dos votos dentro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a situação dos transportes públicos no Estado, setor que, aliás, já foi citado em 3 operações ligadas à Lava Jato, inclusive na Operação Cadeia Velha, que colocou os 3 deputados do PMDB na cadeia.

O motivo da derrota teria sido a ausência do líder do governo, Gustavo Tutuca (PMDB), que assumiu o lugar deixado por Albertassi, e que permitiu que a cadeira de primeiro suplente fosse ocupada por Flávio Serafini (PSOL), deixando temporariamente, a bancada governista sem a maioria.

Foi o suficiente para que o presidente da CPI, Eliomar Coelho (PSOL) se aproveitasse da situação para colocar em votação uma extensa lista de convocações, incluindo autoridades como os secretários de Transportes, Rodrigo Vieira, e da Casa Civil, Christino Áureo (PSD), para prestar esclarecimentos aos deputados.

Apesar das reclamações dos governistas presentes e das tentativas de anular a votação, com ameaça de levar-se o caso à Mesa Diretora para anular a sessão, o requerimento foi votado e aprovado por 4 votos a 3, sob protestos do suplente André Lazaroni (PMDB).

“Temos muito trabalho pela frente e é importante realizarmos essas oitivas o quanto antes”, disse Eliomar Coelho, confirmando que os convocados dos alto escalão do governo ainda não têm data para comparar à Alerj.

Além dos 2 secretários estaduais, outros representantes de órgãos públicos ligados ao setor de transportes do Estado do Rio também tiveram suas convocações aprovadas e terão que se explicar à CPI que investiga as irregularidades da gestão pública no setor. Entre os convocados a secretária executiva da Agestransp, Daniela Queiroz Rocha, e o presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio (Detro), José Fernando Moraes Alves, além da presidente da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do Rio de Janeiro (RioTrilhos), Tatiana Vaz Carius.
A favor das convocações votaram o presidente da CPI, além dos deputados Martha Rocha (PDT), Gilberto Palmares (PT) e Flávio Serafini (PSOL), suplente do grupo, enquanto os contrários foram o relator da comissão, deputado Geraldo Pudim (PMDB), e os deputados Milton Rangel (DEM) e Nivaldo Mulim (PR).

Mais lidas do mês