Mídias Sociais

Destaque

Ex-diretor da Comsercaf está entre condenados por roubo milionário e assassinato de PM na Região dos Lagos

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O crime, ocorrido em 2014, resultou na morte do policial militar Valério Albuquerque, que transportava R$ 6 milhões em um carro blindado.

 

Nove pessoas foram condenadas pela Justiça por um latrocínio ocorrido na Região dos Lagos, em julho de 2014. O crime resultou na morte do policial militar Valério Albuquerque, que transportava R$ 6 milhões em um carro blindado de uma empresa de transporte de valores de Cabo Frio para a capital. O PM foi abordado por bandidos na Via Lagos, principal via de acesso entre a Região Metropolitana do Rio e a Região dos Lagos.

A Justiça afirmou que o grupo fazia parte de uma milícia que atuava na Baixada Fluminense, Região dos Lagos e Norte Fluminense. O ex-diretor da Companhia de Serviços Públicos de Cabo Frio (Comsercaf), Hugo Gonçalves, foi condenado a 60 anos e oito meses de prisão. A decisão é em primeira instância e cabe recurso.

No dia do crime, os criminosos levaram R$ 4 milhões que estavam no porta-malas do carro. Na fuga, eles deixaram outros R$ 2 milhões no banco de trás do veículo.

Os condenados foram alvos da Operação Ali Babá, das polícias Civil e Militar e da Gaeco do Ministério Público, em 2016. Na época, Hugo Gonçalves, então diretor da Comsercarf, foi preso e apontado como chefe do grupo que atuava em esquemas de roubos, receptação e desmanche de carros.

Foto: Reprodução/Internet


 

Mais lidas do mês