Mídias Sociais

Destaque

Assassino de travesti é preso em Cabo Frio pela Polícia Civil

Publicado

em

 

Enquanto drogado transava com as vítimas. De “cara limpa” se arrependia e as matava

 

 

 

O assassino de travesti Fabio Barbosa Vianna, de 40 anos foi preso na tarde desta quarta-feira (16) pela Polícia Militar do 25º BPM enquanto dormia na casa onde morava com os pais em Cabo Frio. A Polícia Civil que abriu o processo contra o homicida informou que Fábio é homem apontado como autor de assassinar uma travesti e uma mulher, além de tentar matar outra travesti em 2018, em Tamoios. Drogado, ele procura homossexuais para manter relações sexuais e ao passar o efeito de droga, as matava. Fábio também é apontado como gerente do tráfico na localidade.

Uma de suas vítimas foi a Nikolly Silva (João Vitor Couto), em junho de 2018. De acordo com testemunhas, o suspeito se drogava e procurava travestis e garotas de programa para manter relações sexuais. Quando o efeito dos entorpecentes passava, ele se arrependia e matava as vítimas. Nikolly Silva foi morta a pedradas na madrugada do dia 22 de junho de 2018. O corpo foi encontrado em uma travessa nos fundos da Escola Municipal Maria Quitéria, no bairro Unamar, em Tamoios.

Em 16 de agosto de 2018, a travesti Kelly Diamantino foi vítima de uma tentativa de homicídio atingida por disparos de arma de fogo, depois de um programa com Fábio, também em Unamar. Além da travesti, uma mulher identificada como Nayara Rodrigues também foi morta pelo suspeito na mesma época.

Tânia Garabini


 

Mais lidas do mês