Mídias Sociais

Destaque

Após morte de três petroleiros, outros dois acidentes são registrados na Bacia de Campos durante o fim de semana

Publicado

em

 

Ocorrências foram registradas nas plataformas P-32 e P-35. Não houve vítimas.
Bertha Muniz
Após a tragédia causada pela explosão da NS-32, na última sexta-feira (9), que matou três trabalhadores, outros dois acidentes foram registrados na Bacia de Campos durante o fim de semana. A primeira ocorrência foi registrada no sábado (10) na plataforma P-32. Segundo informações, uma escada marinheiro desabou sobre o convés, quebrando a haste de válvula. Não houve feridos.
Segundo denúncia registrada pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), por sorte, o observador da frente percebeu que estrutura estava oscilando e orientou todos a se afastarem. Passados cerca de 10 minutos, a escada desabou, quebrando a haste de uma válvula. A estrutura pesa aproximadamente 300 quilos e poderia ter causado um acidente grave, inclusive, com novas mortes.
Já no domingo (11), por volta das às 22h28, ocorreu um princípio de incêndio na P-35, localizada no Campo de Marlim. O incêndio foi registrado no reaquecedor do sistema de gás combustível da planta de glicol e foi debelado com mangueira, logo após o alarme de emergência ser acionado. De acordo com denúncias repassadas ao Sindipetro-NF, há uma grande probabilidade do caso ter sido causado por um vazamento de glicol, em alta temperatura. A produção foi interrompida devido a proximidade do local com o controle da geração que teve que ser evacuado. Neste episódio, também não houve vítimas. A Petrobras, responsável pelas plataformas, ainda não se pronunciou sobre os dois incidentes.

Mais lidas da semana