Mídias Sociais

Polícia

Acusado de espancar namorada até a morte em Macaé é condenado há 22 anos de prisão em regime fechado

Avatar

Publicado

em

 

Michel Amorim Gomes, de 21 anos, alegou que assassinou Daniele Santos Barros por conta de uma traição; Crime ocorreu em 2015.

Bertha Muniz

Michel Amorim Gomes, de 21 anos, assassino confesso da namorada Daniele Santos Barros, foi condenado pela Justiça de Macaé há 20 anos de reclusão em regime fechado. A sentença foi lida na noite de ontem (18) pelo Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal de Macaé, Wycliffe de Melo Couto. A decisão não cabe recurso.
A pena inicial foi definida em 14 anos por homicídio qualificado, mas a decisão de Michel de negar o crime ao plenário do júri, contribuiu para aumentar condenação. Segundo a decisão, o acusado “refutou todos os dados indagados com base no depoimento prestado na delegacia".
O crime ocorreu na madrugada do dia 5 de novembro de 2015. Um dia depois, Michel confessou à Polícia Civil ter espancado Daniele, na época com 20 anos, até a morte, por conta da descoberta de uma traição por parte dela.
Em depoimento, Michel disse à polícia, que estava alcoolizado e ficou muito alterado. Os dois saíram da casa dos amigos e ele iria levar ela em casa mas disse que no meio do caminho decidiu mudar a rota e cometer o crime. Na época, no corpo dele foram encontradas marcas profundas de unhas e, nas pernas, arranhões da vegetação presente no local do crime.

Mais lidas da semana