Mídias Sociais

Destaque

Em Macaé, cronograma de vacinação contra a febre amarela começa nesta quarta-feira (17)

Publicado

em

 

Na cidade, onde cinco casos da doença foram confirmados no ano passado, vacina está disponível nas unidades de saúde, como a Casa da Vacina, Pronto Socorro Aeroporto e Estratégias Saúde da Família (ESF).

A Secretaria Municipal de Saúde de Macaé estabeleceu a partir desta quarta-feira (17) um cronograma de vacinação contra a febre amarela. Na cidade, onde cinco casos da doença foram registrados no ano passado, a vacina está disponível nas unidades de saúde, como Casa da Vacina, Pronto Socorro Aeroporto e Estratégias Saúde da Família (ESF). No estado, segundo a Secretaria Estadual da Saúde, foram confirmados mais dois casos de febre amarela em humanos. Dois moradores de Valença morreram após contraírem a doença. O resultado foi confirmado nessa segunda-feira (15), após exames laboratoriais realizados pela Fiocruz. Em 2018, já são quatro casos da doença, sendo três em Valença, com duas mortes, e um óbito em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. Os casos registrados até agora, de acordo com o órgão estadual, são do tipo silvestre, transmitido pelas espécies de mosquito Haemagogus e Sabeths, presentes em áreas de mata. Não há registro da forma urbana da doença, transmitida pelo Aedes aegypti, desde 1942 no país.

Em Macaé, segundo a prefeitura, o cronograma de vacinação segue até o final do verão. Até o momento, 192 mil pessoas foram imunizadas contra a febre amarela no município.  A prefeitura informou que a ação é uma medida preventiva com bases nos casos da doença registrados no estado de São Paulo, além dos cinco confirmados em 2017. Macaé já inclui no calendário básico, a  vacinação contra a febre amarela a partir dos nove meses de idade. As pessoas que já tomaram a vacina não precisam de reforço, é válida para toda vida.

Nesta quarta-feira (17) haverá administração da vacina contra a febre amarela na Policlínica do Novo Cavaleiros, das 9h às 16h, que fica próximo ao Polo Offshore. Já entre os dias 18 e 19 de janeiro (quinta e sexta-feira), a população vai poder contar com administração da vacina em frente ao Teatro Municipal, no Centro, também das 9h às 16h. É preciso apresentar documento de identidade no momento em que receber a vacina.

A Farmácia Municipal, que fica no prédio do Centro Integrado de Administração da Saúde (CIAs),  na Rua Darcílio Possati, 134, vai oferecer a vacina contra a febre amarela entre os dias 23 e 24 de janeiro (terça e quarta-feira), de 9 às 16 horas.

As ações seguem até o final do verão e o cronograma será disponibilizado gradativamente. Em todos os demais períodos, ações de prevenção seguem sendo realizadas por meio de palestras em unidades de saúde, escolas e demais serviços públicos.

A vacina - A vacina contra a febre amarela não é recomendada para gestantes, lactantes de crianças com até  seis  meses de idade e nem para quem tem mais de 60 anos, nesse último caso o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação, levando em conta o risco da doença e o risco de eventos adversos nessa faixa etária ou decorrentes de comorbidades.

 

 

 

A vacina é elaborada com o vírus vivo atenuado. Em 95% das pessoas o efeito protetor (imunidade) ocorre uma semana após a aplicação e confere imunidade por, pelo menos, dez anos (provavelmente por toda a vida).

As doses geralmente produzem poucos efeitos colaterais. Cerca de 5% das pessoas podem desenvolver, cinco a dez dias depois da vacinação, sintomas como febre, dor de cabeça e dor muscular, sendo infrequente a ocorrência de reações no local de aplicação. Reações de hipersensibilidade são muito raras e geralmente atribuídas às proteínas do ovo contidas na vacina.

Febre amarela - Segundo a Fiocruz, a febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela ou tomado a vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Ao contrair a doença, a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes no meio urbano. Além do homem, a infecção pelo vírus também pode acometer outros vertebrados. Os macacos podem desenvolver a febre amarela silvestre de forma inaparente, mas ter a quantidade de vírus suficiente para infectar mosquitos. Uma pessoa não transmite a doença diretamente para outra.

Postos de vacinação em Macaé

Casa da Vacina

Endereço: Rua Antero Perlingeiro, n° 76, Centro)

Horário de funcionamento:  8h às 17h

Pronto-Socorro Aeroporto

Endereço: Rua Curuncango, S/Nº, Parque Aeroporto

Policlínica do Novo Cavaleiros

Endereço: Alameda do Açude, 295

 

 

 

ESF Ajuda A – Planalto da Ajuda

Endereço.: Rua 9 – S/Nº

Ponto de referência: No final da Linha Azul

ESF Ajuda B - Ajuda de Baixo

Endereço.: Rua 9 – S/Nº

ESF Ajuda C - Ajuda de Cima

Endereço.: Rua Projetada 1 – Nº 30

Ponto de referência: Lado direito da Igreja Evangélica/ próximo ao trevo da Linha Azul.

ESF Areia Branca

Endereço.: Estrada Areia Branca – S/Nº

Ponto de referência: Perto da Igreja Católica

ESF Aroeira

Endereço.: Rua dos Eucaliptos, 184

ESF Aterrado do Imburo

Endereço: Rua Principal - S/Nº

Ponto de referência: Na rua principal, ao lado da escola do Aterrado do Imburo.

ESF Barra/Brasília A

Endereço.: Rua Calixto Fernandes das Neves, 355

ESF Barra/Brasília B

Endereço.: Rua Calixto Fernandes das Neves, 355

ESF Botafogo

Endereço.: Rua Tenente Roberval, 129

ESF Cajueiros

Endereço.: Rua Maciel Alves Moreira, 51 – Cajueiros

ESF da Bicuda Grande

 

Endereço.: Rua Principal – S/Nº Bicuda Grande

ESF da Bicuda Pequena

Endereço.: Rua Principal – S/Nº - Bicuda Pequena

ESF de Corrégo do Ouro

Endereço.: Rua Miguel Peixoto Guimarães – S/Nº

Ponto de referência: Em frente à Igreja Presbiteriana.

ESF do Sana/Cabeceira do Sana

Endereço.: Rua José Jesus Júnior –S/Nº - Sana

Ponto de referência: Rua Principal.

ESF Engenho da Praia

Endereço.: Av. Lagomar, 122

Ponto de referência: Ao lado da Padaria

ESF Frade/Boa Alegria

Endereço.: Rua Principal – S/Nº

Ponto de referência: Em frente à Mercearia do Balbino.

ESF Fronteira A

Endereço.: Rua Francisco Tereza Filho, 90

Ponto de referência: Na descida do Campo da Barra.

ESF Fronteira B

Endereço.: Rua Manoel Pacheco Resende, 133

Ponto de referência: antiga rua M.

ESF Lagomar A

Endereço.: Rua W 16 – Nº 175

Ponto de referência: Ao lado da Escola Municipal Balneário do Lagomar.

ESF Lagomar B

Endereço.: Rua W 16 – Nº 175

 

Ponto de referência: Ao lado da Escola Municipal Balneário do Lagomar

ESF Malvinas A

Endereço.: Rua H (11) Nº 274

ESF Malvinas B

Endereço.: Rua Principal - Nº 525

Ponto de referência: Próximo ao supermercado Sucesso.

ESF Malvinas C

Endereço.: Rua H (11) nº: 274

ESF Morro de São Jorge

Endereço.: Rua Abílio Corrêa Borges - Nº: 182

ESF Nova Esperança

Endereço.: Rua Medeiros - Nº 656 – Nova Holanda

Ponto de referência: Esquina com a rua 9.

ESF Nova Holanda A / Anexo

Endereço.: Rua Medeiros – Nº:656

Ponto de referência: Ao lado do bar do Preto

Unidade Anexa – Rua 4

ESF Nova Holanda B

Endereço.: Rua Medeiros – Nº:656

Ponto de referência: Ao lado do bar do Preto

ESF Praia Campista

Endereço.: Rua Professor Gusmão - Nº 505

ESF Trapiche

Endereço.: Rua João Manoel da Silva, s/no

Ponto de referência: Anexa ao Hospital do Trapiche.

ESF Virgem Santa

Endereço.: Rua Principal S/Nº

Ponto de referência: Depois da Praça da Virgem Santa.

Rio das Ostras

Em Rio das Ostras, segundo a prefeitura, mais de 90% do público-alvo da cidade foi imunizado contra a febre amarela, representando 101.241 pessoas. A cidade, ainda de acordo com a prefeitura, já atingiu a cobertura determinada pelo Ministério da Saúde. Os postos continuam vacinando contra a doença regularmente, de acordo com o cronograma de cada unidade. Durante a campanha de 2018, prevista para o período de 19 de fevereiro a 09 de março, a vacinação contra a febre amarela será intensificada. Todos os 11 postos que já oferecem serviço de vacinação regularmente, irão vacinar contra a doença, das 8h às 17h, nos dias úteis.

Daniela Bairros

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana