Mídias Sociais

Esporte

Presidentes de Flamengo e Corinthians esquentam bastidores antes de duelo pela Copa do Brasil

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Flamengo e Corinthians só se enfrentam amanhã pelo confronto de ida da semifinal da Copa do Brasil, mas fora de campo o clima já está quente com o presidente de ambos os clubes trocando declarações polêmicas e acusações via imprensa. Enquanto por um lado o rubro-negro Eduardo Bandeira de Mello esbraveja contra a CBF, por outro o corintiano Andrés Sanchez rebate suas declarações afirmando que o adversário “não ganhou nada” e está mais preocupado com as eleições de outubro.

Não é de hoje que a relação entre CBF e Flamengo anda conturbada. Desde que tomou conhecimento da convocação de Paquetá para a Seleção Brasileira, o presidente Eduardo Bandeira de Mello vem tecendo críticas contra a entidade. Alegando estar sendo prejudicado, o rubro-negro entrou com um pedido na CBF pedindo o adiamento da partida desta quarta. A entidade não acatou, provocando a ira do mandatário, que chegou a chamar a decisão de arbitrária e descabida.

Nesta semana, um novo episódio trouxe a tona novos conflitos. Por meio de sorteio, a CBF definiu que Bráulio da Silva Machado apitará o duelo desta quarta-feira. O juiz é o mesmo que foi duramente criticado por Bandeira de Mello quando apitou o confronto entre Flamengo e Palmeiras. Uma das críticas foi que ele influenciou no resultado da partida, ao não expulsar Felipe Melo e ter encerrado a partida antes do fim do período de acréscimo.

“Só o fato de ele ter sido incluído no sorteio já demonstra falta de respeito ao Flamengo. Isso, a convocação do Paquetá para um amistoso inexpressivo e a negativa em adiar a partida são evidências da interferência no equilíbrio da competição. Absolutamente revoltante”, esbravejou Bandeira.

Diante da reação do adversário, o sempre polêmico Andrés Sanchez resolveu se manifestar. E claro, não deixou de provocar o rival. “Um dos problemas do futebol brasileiro é presidente que nunca ganhou nada e começa a colocar problemas em terceiros para se justificar. Árbitros acertam e erram. Os que erraram a favor do Flamengo não vão mais poder apitar jogos deles?”, afirmou o corintiano.

Andrés ainda continuou: “É um absurdo o presidente do Flamengo ficar reclamando de um árbitro que errou contra eles. O que ele está preocupado é em fazer campanha. Até porque, se ele quer ser candidato, ele deveria se afastar do cargo (de presidente do clube). Se ele não ganha um título pelo Flamengo, como vai ser eleito? Ele precisa ter mais respeito com as pessoas”, cutucou o corintiano lembrando que Bandeira é candidato a deputado federal no Rio de Janeiro.

Em meio a todo esse clima, as duas equipes entram em campo nesta quarta-feira (12), às 21h45 no Maracanã. O jogo de volta será no dia 26, na Arena Corinthians.

Foto: reprodução/internet


 

Mais lidas do mês