Mídias Sociais

Esporte

Destaque do Vasco pede rescisão de contrato na Justiça para acertar com outro clube

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Além das quatro derrotas consecutivas no Brasileiro, o Vasco sofreu mais um duro golpe nesta terça-feira (11). Um dos destaques da equipe, o meia Wagner, entrou na Justiça contra o clube pedindo a rescisão contratual.  O jogador alegou falta de recolhimento de seu FGTS para conseguir a liberação. Na última segunda-feira (11) o juiz Lucas Furiati Camargo, da 44ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro determinou a liberação do atleta.

Wagner entrou com um pedido de urgência no caso alegando ter uma proposta do Al Khor, do Qatar. A presa tem motivo: a janela de transferência do país fecha na próxima quinta-feira (13). Diante deste cenário, o juiz determinou a rescisão contratual antes mesmo do caso ser julgado. Apesar de todo o imbróglio, o Vasco ainda pode recorrer da decisão.

Por lei, um jogador pode pedir a rescisão contratual em caso de atraso no pagamento de salário ou de direito de imagem por um período igual ou superior a três meses, incluindo o recolhimento do FGTS.

Segundo o próprio jogador, o Vasco deve muito mais do que três meses de FGTS. Ele alega que o seu fundo de garantia não foi recolhido em: janeiro, março, abril, maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2017. Neste ano, o atraso é referente a janeiro, março, maio, junho, julho e agosto.

Agora sem Wagner, o Vasco continuar sua preparação para o clássico do próximo sábado (15) diante do Flamengo. As duas equipes vão se enfrentar às 19 horas, no Estádio Mané Garrincha. O Cruz-Maltino precisa desesperadamente da vitória para evitar entrar na zona de rebaixamento.

Foto: Paulo Fernandes


 

Mais lidas do mês