Mídias Sociais

Esporte

Macaé fecha com mais um reforço e chega a acordo com o goleiro Andrey para o Carioca

Avatar

Publicado

em

 

Pensando em encorpar mais o elenco e dar mais opções ao técnico René Simões, a diretoria do Macaé acertou a contratação de mais um reforço para o Campeonato Carioca. A novidade é o goleiro Andrey, de 33 anos, que recentemente passou pelo futebol do Irã. O arqueiro chega ao Alvianil Praiano para disputar uma posição entre os titulares com Milton Raphael e Paulo Victor.

Andrey é natural do Rio Grande do Sul e deu início a sua carreira no futebol pelo Grêmio. Em seu currículo ele soma ainda passagens por outras equipes tradicionais do futebol brasileiro como Atlético Paranaense, Figueirense e Cruzeiro. O arqueiro tem experiências fora do país também, já que defendeu o Steaua Bucareste, da Romênia, e o Mashhad FC, do Irã, seu último clube.

Em suas primeiras palavras como jogador do Macaé, Andrey revelou a expectativa de atuar pela primeira vez no futebol do Rio de Janeiro. “Estou muito empolgado com essa oportunidade de jogar no futebol do Rio de Janeiro. Junto com São Paulo, é uma das maiores vitrines do Brasil. Espero ter sucesso por aqui, ajudando o Macaé a fazer um grande campeonato e mostrar o meu trabalho. Acho que tenho potencial e, de repente, essa era a oportunidade que faltava para que eu pudesse alçar voos maiores. Peço a Deus que ele possa abençoar e que as coisas possam acontecer da maneira que a gente sonha”, afirmou.

Andrey tem ainda uma história curiosa na carreira. Campeão Mundial sub-20 com a Seleção Brasileira em 2003 ao lado de Jefferson, do Botafogo, o arqueiro ficou conhecido como o “Petr Cech de Natal” por usar o protetor para a cabeça igual a do ex-goleiro do Chelsea e atualmente no Arsenal, também da Inglaterra.

“No início de 2014, quando estava no América-RN, bati a cabeça durante um treinamento. Fiquei desacordado e tive perda de memória. Por precaução, resolvi no início usar esta proteção, mas ficou tão marcado que continuei. Porém, hoje não a uso mais porque já não tenho mais receio, mesmo sabendo que o futebol é o esporte que mais causa lesões na cabeça e isso é perigoso”, explicou Andrey.

O Macaé estreia no Campeonato Carioca no dia 29 de janeiro, contra o Madureira, às 19h30, no Moacyrzão

Sérgio Barcellos

Foto: Tiago Ferreira

Mais lidas da semana