Mídias Sociais

Esporte

Grasseli comenta goleada sofrida pelo Vasco em São Januário diante do Ceará

Publicado

em

 

Sérgio Barcellos
A surpreendente goleada sofrida para o Ceará ecoou em São Januário. Na noite da última segunda (30), o Cruz-Maltino foi atropelado em casa por 4 a 1 diante de um adversário direto na tabela de classificação. O resultado foi classificado como vergonhoso pelos jogadores e também pelo auxiliar técnico Alexandre Grasseli, que mais uma vez substituiu Ricardo Sá Pinto por conta da Covid-19.
Grasseli chegou a afirmar que o Vasco já conhecia os pontos fortes do adversário. Mesmo se preparando de antemão, o Cruz-Maltino acabou sendo presa fácil em São Januário. O resultado manteve a equipe carioca dentro da zona de rebaixamento.

"Tínhamos um plano de que o Ceará vinha jogar no contra-ataque. Cedemos espaço exatamente nesse aspecto que é tão importante em relação à equipe do Ceará. Quando você faz isso com uma equipe tão perigosa como o Ceará, a derrota infelizmente acontece. Realmente muito pesada, e nós temos que entender esse momento, reagir o mais rápido possível. Mas hoje sentir de certa forma o peso dessa derrota naqueles aspectos individuais e coletivos que tivemos hoje", afirmou Grasseli. Foi a segunda partida dele a frente do Vasco desde o afastamento de Sá Pinto.

Bastante chateado com o resultado, o auxiliar lembrou que as estratégias e a escalação ficaram a cargo do treinador. Ainda assim, ele fez questão de não se redimir da responsabilidade pelo resultado.

"Mas isso não nos tira responsabilidades. Todos nós temos responsabilidades, atletas e comissão técnica. E todos assumimos nossa responsabilidade diante dessa vergonhosa derrota. E nós temos que entender que é vergonhosa. Tenho certeza de que os atletas sentiram isso, foram cobrados dentro do vestiário e estão muito chateados. Esse é o cenário", disse o auxiliar.

rasseli também foi questionado por jornalistas sobre a dificuldade do time em criar jogadas ofensivas.

"Você tem toda razão quando diz que não fomos criativos, principalmente quando exploramos as jogadas pelas laterais. Essas jogadas eram cruzamentos para a área, e isso é muito pouco. Sabemos que podemos mais, temos jogadores para fazer mais e melhor. Temos que entender que as oportunidades precisam ser melhor aproveitadas. Todos sabemos que o Vasco foi uma equipe extremamente equilibrada na sua organização defensiva nos últimos jogos. Mas também sabíamos da necessidade de ter uma aproximação maior dos setores, uma presença maior da bola no campo de ataque. Tenho certeza que o Ricardo irá corrigir isso para a sequência da competição", encerrou.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana