Mídias Sociais

Esporte

Flamengo trabalha em silêncio para manter suas principais estrelas

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Os jogadores do Flamengo fecharam a temporada 2019 bastante valorizados no mercado. O sucesso trouxe também o assédio de outros clubes. Nos últimos dias, medalhões do elenco tiveram seus nomes especulados como reforços em outros times, o que é algo natural para essa época do ano. E é também com naturalidade que a diretoria do Rubro-Negro trata as negociações para manter suas principais estrelas.

Uma das negociações mais longas desta janela é a de Gabigol. Artilheiro do clube em 2019, o jogador ainda não definiu o seu futuro. Ele tem seus direitos econômicos ligados a Inter de Milão, da Itália. As conversas entre as partes se arrastam desde o fim do Campeonato Brasileiro e continuaram durante a disputa do Mundial de Clubes da Fifa.

A demora por uma definição abriu precendente para a entrada de outros clubes na briga. E um dos que entraram na concorrência foi o West Ham, da Inglaterra. Segundo o jornal inglês Daily Mail, o clube irá oferecer a Inter uma proposta de 17 milhões de Libras (cerca de R$ 90 milhões) pelo jogador. A oferta é superior aos 16 milhões de euros (cerca de R$ 64 milhões) oferecidos pelo Flamengo por 80% dos direitos econômicos do jogador. O contrato por empréstimo de Gabigol com o Rubro-Negro chegou ao fim no último dia 31.

Segundo informações, Gabigol está no Rio de Janeiro e deverá se reunir com os dirigentes do Flamengo nos próximos dias para mais uma rodada de negociações. A tendência natural é que as partes cheguem a um denominador comum, algo que ainda não aconteceu.

Outro jogador que frequentemente vem sendo especulado nesta janela é Bruno Henrique. O atleta viu ser nome ser ligado ao futebol chinês nos últimos dias e também pode deixar o Rubro-Negro. Cabe frisar que até o presente momento o jogador e seus representantes alegam não ter recebido nenhuma proposta oficial. Enquanto a situação de ambos não se define, a diretoria do Flamengo mantém o silêncio e trabalha em sigilo para manter suas principais estrelas agora em 2020.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana