Mídias Sociais

Esporte

Flamengo supera nervosismo e ansiedade em estreia e ganha elogios de Abel

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo superou a ansiedade pela estreia no Campeonato Carioca e mostrou poder de reação para começar a temporada com o pé direito. A vitória conquistada por 2 a 1 diante do Bangu no último domingo (20) no Maracanã colocou o time comandado por Abel Braga na vice-liderança do Grupo C, empatado no saldo com o Boavista.

O Bangu saiu na frente do placar logo no início da partida, com gol de Anderson Lessa, aos 2 minutos de bola rolando.  O gol caiu como um balde de água fria na torcida do Flamengo, que compareceu em bom número no Maracanã. Sem se apavorar, o Rubro-Negro soube cadenciar o jogo para buscar a virada.

O empate veio com gol de penalti convertido por Diego aos 15 minutos da primeira etapa, em lance que gerou bastante polêmica. Na jogada anterior, Renê dividiu na linha de fundo com o zagueiro e tocou para o meia finalizar. A bola bateu no braço de Felipe Dias, que acabou sendo expulso e a penalidade marcada. O Bangu reclamou bastante do lance, alegando que a bola havia saído pela linha de escanteio. Na etapa final, o zagueiro Rhodolfo marcou de cabeça aos 8 minutos, dando números finais a partida.

A vitória agradou o técnico Abel Braga. Após a partida, ele fez elogios ao time e enalteceu também a torcida do Flamengo, que compareceu em peso no Estádio. “Ter um número desses no estádio e não ter a empatia com a equipe... isso que temos que resgatar. Não vai ser do dia para a noite, mas podem ter certeza que vamos brigar por isso. O time saiu atrás e foi buscar. Buscou de forma justa, sem o adversário ter chance. Uma presença como essa... Temos que saber representar essa gente que esteve aqui”, afirmou Abel.

O treinador também deixou no ar a possibilidade de promover a estreia de Gabigol na partida de meio de semana, contra o Resende. As duas equipes se enfrentam nesta quarta-feira (23), às 19h15, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

“É bem provável que sim (utilize o Gabigol quarta-feira). A não ser que ele diga que não está 100%. Tem que jogar, né? Daqui a pouco, vou precisar e tem que estar em condição. Ele e o Arrascaeta treinaram hoje, treinaram forte”, finalizou o treinador.

Foto: Alexandre Vital

Mais lidas do mês