Mídias Sociais

Destaque

Alerta: Em Macaé, unidades de saúde registram 150 atendimentos diários de pessoas com conjuntivite

Daniela Bairros

Publicado

em

Segundo médico oftalmologista, Flávio Cesário, este momento é considerado o pico da doença e população de Macaé deve ficar alerta quanto ao surto.

 

Em Macaé, unidades de saúde registram, em média, 150 atendimentos diários de pessoas com conjuntivite. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, casos são considerados surtos e a população da cidade deve ficar atenta.

Segundo o coordenador de Oftalmologia, médico Flávio Cesário, este momento é considerado de pico da doença e a tendência é que o número de atendimentos comece a diminuir nas próximas semanas.

Nesta semana, segundo ele, só no HPM (Hospital Público de Macaé), uma média de 90 atendimentos diários foi registrada. Até essa quinta-feira (08), foram registrados 64 casos.

Já na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Barra, até o início da tarde dessa quinta-feira, foram registrados 50 casos de conjuntivite em crianças e 15 em adultos. Na UPA Lagomar, o número de casos foi de 20 e no Pronto Socorro do Aeroporto, 22.

O período de transmissão é de até sete dias, por isso é necessário que o paciente evite contato com outras pessoas para não propagar a doença. Normalmente, o tempo de incubação do vírus no organismo leva de um a quatro dias, período em que a pessoa já está passível de transmissão, mas sem sintoma, após esse período de incubação, os primeiros sintomas começam a aparecer e permanecem por até 15 dias.

Conjuntivite viral

A conjuntivite viral é a inflamação da conjuntiva (parte branca do olho) e seu principal agente causador é o adenovírus. A doença é altamente contagiosa, mais frequente no verão e tem como principais sintomas coceira e olho vermelho.

O coordenador de oftalmologia, Flávio Cesário ressalta que, ao contrário do que muitos pensam, a doença não é transmitida pelo ar, porém, é preciso ter cuidado, pois o vírus está presente em qualquer parte do corpo da pessoa infectada, como rosto ou mãos. Neste caso a recomendação é evitar a presença em locais que possuam alta aglomeração de pessoas.

Sintomas

O principal sintoma da conjuntivite viral é o aumento da secreção dos olhos, que pode ser de cor branca ou amarelada; vermelhidão; coceira e dor na vista, além de coceira e fotofobia, inchaço nas pálpebras, visão embaçada e secreção nasal.

 

Crédito: João Barreto

Mais lidas do mês