Mídias Sociais

Cidadania

Centro Pop de Macaé fecha os últimos sete meses com mais de três mil atendimentos

Publicado

em

 

Cumprindo seu papel como um espaço de referência para o convívio grupal, social, de relações de solidariedade, afetividade e respeito à Pessoa em Situação de Rua, o Centro Pop de Macaé (Centro de Referência e de Serviços Especializados), um equipamento ligado à secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade (SMDSDHA) já atendeu mais de três mil pessoas nos últimos sete meses.

De janeiro a julho deste ano, foram referenciadas 330 pessoas em situação de rua, 246 pessoas adultas com dependência química e álcool, 71 migrantes e 11 pessoas com doença ou transtorno mental. A estimativa é de que apenas 1,2% (3.280) da população macaense, que hoje é de 261 mil habitantes, foi atendida pelo serviço que começa com o mapeamento, identificando quem é morador em situação de rua, acolhendo e encaminhando para a rede de serviços municipais.

"As pessoas em situação de rua referenciadas no Centro Pop têm diariamente o café da manhã, almoço e lanches, além do espaço que utilizam para o banho e lavar suas roupas. Durante este tempo contamos com uma equipe completa para o oferecimento desses serviços. Nossa meta sempre foi promover dignidade e aumento da autoestima a essas pessoas",  ressaltou o secretário de Desenvolvimento Social, Mauro Torres.

O Centro Pop tem assegurado um atendimento com atividades direcionadas para o desenvolvimento de sociabilidade, na perspectiva de fortalecimento de vínculos interpessoais e/ou familiares que oportunizam a construção de novos projetos de vida. De acordo com informações da coordenadoria do Centro Pop, o trabalho tem sido gratificante.

"Nestes últimos meses tivemos um trabalho suado, difícil, mas muito gratificante, pelo fato de estarmos conseguindo dar dignidade às pessoas em vulnerabilidade social, porque além da comida e da higiene conseguimos tornar a vida deles mais digna com muito diálogo. Temos utilizado uma ferramenta (técnica) da psicologia para fazê-los compreender que a vida não é só pegar comida ou tomar banho no Centro Pop, pois a sua ressocialização não perpassa somente por isso e que eles precisam ser dignificados, buscando recursos e tendo uma perspectiva de vida melhor",  explicou o psicólogo Vítor Teófilo, coordenador do Centro Pop.

Vitor informou ainda, que neste período foram feitos 40 agendamentos para emissão de RG, dezenas de abordagens na região central da cidade e demais bairros. “No terminal central não tem registro de nenhuma uma pessoa em vulnerabilidade social. Temos uma ocorrência de aproximadamente 60 novos usuários nos últimos sete meses e quanto aos 71 migrantes que transitaram pela cidade, a maioria ficou cerca de duas a três semanas e logo foram embora como o caso dos argentinos, colombianos e chilenos que detectamos em nossa abordagem.

Serviço do Centro Pop (Das 8h às 17h):

Café da manhã – 8h; Banho e lavagem de roupas – 8h30; Almoço (quentinhas) – 11h30; Lanche – 14h; Banho – 16h; Agendamento para emissão de RG - Todas as segundas feiras, pela manhã; Corte de cabelo - Todas as quartas feiras, pela manhã.

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Rua Tupinambás 122 Gloria – Macaé/RJ

comercial@diariocs.com
(22) 2765-7353
(22) 999253130

Mais lidas da semana