Mídias Sociais

Cultura

São Pedro da Aldeia lança Prêmio Cultura Viva para produtores culturais

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

Com o objetivo de fomentar apresentações, produções, pesquisas e outros conteúdos artísticos e culturais em formato on-line, a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio do Fundo Municipal de Cultura e da Secretaria Adjunta de Cultura, divulgou, nesta sexta-feira (06), o Edital “Prêmio São Pedro da Aldeia Cultura Viva”. Ao todo, 44 projetos culturais serão contemplados com R$ 213.564,08, distribuídos em seis categorias de premiação.

A seleção faz parte dos recursos da Lei de auxílio emergencial Aldir Blanc e tem inscrições abertas a partir das 00h do dia 13 de novembro até as 23:59h do dia 25 de novembro pelo e-mail inscricao.culturaspa@gmail.com ou na sede da Secretaria Adjunta de Cultura. O Edital de Seleção de Propostas nº 001/2020 está publicado na última edição do Boletim Informativo Digital, no site da Prefeitura.

Serão aceitas propostas culturais que contemplem os segmentos artísticos de Artes Visuais, Artesanato, Carnaval, Dança, Teatro, Circo, Música, Literatura, Audiovisual, Cultura Afro, LGBTQIA+, Produção Cultural e Artes Integradas, dentre outros segmentos relevantes ao movimento cultural do município.

A secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques, explica que o valor total do Prêmio representa 30% do valor repassado pela Lei Aldir Blanc ao município e que o Edital foi elaborado de modo a contemplar os diversos segmentos de artistas e produtores culturais que atuam no município – setores que tiveram suas atividades diretamente impactadas pelas medidas de distanciamento social adotadas durante a pandemia.

“Esse Prêmio é mais um legado que deixamos para o município de São Pedro da Aldeia. É muito importante que os agentes culturais fiquem atentos e cadastrem as suas propostas dentro do prazo previsto, porque o município precisa dessas atrações artísticas e culturais. Durante esse período, a Secretaria de Cultura estará à disposição para esclarecer dúvidas e auxiliar nas inscrições”, reforça Edlúcia.

Público-alvo

Podem se inscrever no edital para concorrer às premiações pessoas físicas (maiores de 18 anos) e jurídicas com comprovação de atuação social ou profissional, de no mínimo um ano, nas áreas artísticas e culturais. Para a efetivação da inscrição, é necessário o preenchimento de formulários, disponíveis em anexo ao Edital, e o envio correto de todos os documentos solicitados.

Categorias

Os 44 prêmios em dinheiro serão distribuídos nas categorias Programa de Desenvolvimento das Artes Cênicas, Programa de Desenvolvimento da Música, Programa de Formação e Incentivo Cultural, Programa de Desenvolvimento do Patrimônio Material e Imaterial, Programa de Desenvolvimento da Cultura Popular I e Programa de Desenvolvimento da Cultura Popular II, sendo as duas últimas voltadas ao tema natalino.

Os proponentes poderão executar suas propostas em plataformas virtuais, que sejam de hospedagem aberta para compartilhamento do vídeo, como YouTube, Vimeo, Instagram, ou de maneira presencial, de acordo com a necessidade do projeto, desde que respeite os protocolos de segurança da Covid-19.

Todos os projetos inscritos serão analisados e selecionados pela Comissão Temporária de Editais do Fundo Municipal de Cultura. As melhores propostas serão premiadas de acordo com critérios técnicos e artísticos de seleção, levando em consideração itens como originalidade, inovação e relevância, dentre outros itens estabelecidos no Edital. O resultado da Seleção de Propostas do Edital, apurado pela Comissão, será publicado no site oficial da Prefeitura.

Mais informações sobre o Prêmio São Pedro da Aldeia Cultura Viva podem ser obtidas na sede da Secretaria Adjunta de Cultura, que fica localizada na Avenida Francisco Coelho Pereira, nº 255 – Centro, com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h.

Participação popular

A publicação do Edital referente ao Prêmio São Pedro da Aldeia Cultura Viva também foi tema da última videoconferência realizada pelo Conselho Municipal de Política Cultural, na quinta-feira (05). O encontro, que foi aberto ao público, marcou a eleição da produtora cultural e membro da sociedade civil, Aline Moschen, como representante do Observatório Emergência Cultural para cumprimento das ações de acompanhamento, fiscalização e controle social da Lei Aldir Blanc. Durante o encontro, também foram discutidos o pagamento dos subsídios e os avanços da Lei.

“A participação da sociedade civil nas nossas reuniões virtuais tem sido muito importante na elaboração e discussão de todos os Editais e trâmites relacionados à execução da Lei Aldir Blanc”, complementa Edlúcia.

Crédito: Divulgação

 

Mais lidas da semana