Mídias Sociais

Cultura

Em Macaé, fachada do antigo Chaplin’s Bar ganhará pintura do saudoso Samuel Marques

Publicado

em

 

Andreia Vidal Marques

colaboração: Samuel Marques Filho

 

Uma linda homenagem, mais do que merecida, ao saudoso Samuel Marques. Na próxima segunda-feira (29), a fachada do antigo Chaplins’Bar, na Rua Silva Jardim, no Centro de Macaé, ganhará uma pintura do inesquecível dono de um dos mais tradicionais bares da cidade. A pintura no local será feita durante a 8ª edição do Kolirius Internacional de Graffiti. A iniciativa partiu do amigo da família, André Mineiro.

O Chaplin’s Bar foi uma casa de shows que nasceu do sonho de criar um espaço de lazer e cultura para a sociedade macaense. Este sonho começou a ser construído no ano de 1984, na Rua Silva Jardim, centro da cidade, por meio  da ousadia e determinação de um macaense apaixonado pela música, o inesquecível Samuel Marques.

Foi o boom na época, da música ao vivo em bares, motivo pelo qual o espaço se firmou pela qualidade da música , do som e suas instalações. Uma casa velha que começou com andar térreo e mesas de ferro emprestadas e que se transformou num espaço à altura de um público amante da boa música,  público eclético e seleto.

O Chaplin’s cresceu, já que atendeu as expectativas do público e dos músicos que foram se identificando com a proposta da casa, como espaço alternativo cultural, já que alguns músicos mantinham certa resistência em se apresentar em bares. O público da casa ganhou prestígio entre grandes nomes da música, de platéia exigente e muito calorosa, pois aplaudiam de pé as apresentações merecidas.

O estabelecimento ganhou fama e passou a fazer parte do circuito cultural carioca, merecendo destaque na Revista de Domingo do Jornal do Brasil de 12 de fevereiro de 1995. Não mais uma casa velha, mas o Chaplin’s Bar ganhou mesas de madeira com cadeiras acolchoadas, ar condicionado, som importado, estrutura de dois andares com palco suspenso bem próximo ao público, que dava a sensação de aconchego e proximidade com o artista.

Com muito trabalho e desempenho,  principalmente para conquistar os patrocinadores, Samuel e seus discípulos, tornaram o Chaplin’s um espaço ativo e sólido que existiu até o ano 2000. Grandes nomes da música passaram por lá, como Léo Gandelman que em 1991 fez três apresentações lançando dois discos “Solar” e “Visões”;Ivan Lins comemorando 20 anos de carreira com o baterista Alfredo Dias Gomes, show esse só apresentado até então para espaços maiores; Nara Leão e Roberto Menescal ( último show da cantora); apresentação inédita no Brasil na época com Márcio Montarroyos e Wagner Tiso em 1991, que antes só  haviam tocado juntos em Berlim e na Espanha; Jorge Benjor e a banda do Zé Pretinho; Moraes Moreira lançando seu filho Davi Moraes aos 14 anos ;o lançamento de Cássia Eller, pois ainda não era consagrada e muitos outros grandes nomes, inclusive da música macaense, presenças sempre marcantes e preciosas na casa.

Com o falecimento do empresário em 1997, a família resistiu mantendo o espaço mais três anos, chegando a lançar o grupo de forró Raiz do Sana, e produzindo mais uma apresentação de Celso Blues Boy, figura constante no Chaplin’s.

Plagiando uma frase da Revista de Domingo citada acima, muitos amores e negócios foram abertos e fechados no bar, mas sem dúvida o que marcou foram os grandes shows que passaram por lá. A prova disso é que, 15 anos se passaram e as pessoas que frequentaram a casa não se esquecem dos bons momentos que tiveram. Por isso, pelas boas lembranças e vontade de revivê-las um pouco, a família de Samuel realizou em 2012 onde completou 15 anos do seu falecimento, um evento em sua memória com a participação de Eduardo Dussek e Rei Midas, acompanhado de exposição das fotos, sons e vídeos gravados no Chaplin’s. No ano de 2017, onde se completou 20 anos do seu falecimento, a família de Samuel e importantes amigos, resgataram o carnaval de Rua de Macaé com o tema Samuel Chaplins, 60 anos de historia e 20 anos de saudade.

Crédito: Divulgação

 

 

 

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Rua Tupinambás 122 Gloria – Macaé/RJ

comercial@diariocs.com
(22) 2765-7353
(22) 999253130

Mais lidas da semana