Mídias Sociais

Cidades

Resultado do novo Índice do IDEB coloca educação de Araruama em alerta

Avatar

Publicado

em

 

 

Araruama já foi considerada uma referencia na educação, mas não é mais. É o que diz o Ministério da Educação (MEC) na divulgação nesta quinta-feira (8) do resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), referente ao ano de 2015.

 

Na divulgação das notas do 5º ano por escola, a que obteve a maior nota no segmento do 5º ano foi a Escola Municipal Teresinha Pedrosa, de Iguaba Grande. A escola atingiu conceito 7.2, tendo meta estipulada de 4.9. As piores classificações foram: da Escola Municipal Toninho Senra, de Araruama, com nota 3.2, tendo como meta do MEC 4.0; em seguida, da Escola Municipal Professora Maria Lídia Coutinho, de Rio Bonito, com nota 3.3. O Colégio Municipal Botafogo, de Macáe, teve a terceira pior média da região, com nota 3.5. A média era 4.2.

 

O índice do IDEB varia de 0 a 10 e leva em conta o rendimento escolar dos alunos (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e as médias de desempenho na Prova Brasil. Na Região dos Lagos do Rio, Rio das Ostras se destacou com a melhor nota no segmento da 4ª série/5º ano, com 6.1. No segmento da 8ª série/9º ano, Rio das Ostras também foi a melhor da região, com nota 4.7, mesmo sem atingir a meta estipulada pelo MEC, que era de 4.9.

 

Questionada pelo site do G1, a Prefeitura de Araruama disse que "investimentos na formação continuada dos professores contribuíram para a melhoria do índice do IDEB no primeiro segmento do ensino fundamental, passando de 4,4 em 2013 para 4,9 em 2015. Também no segundo segmento, houve avanço, com aumento de 3,5 para 3,7". Em relação  à Escola Municipal Toninho Senra, a Prefeitura disse que  medidas e ações pedagógicas serão  estudadas para melhorar o desempenho da unidade.

 

"De acordo com o MEC, desde 2009, a rede estadual do Rio de Janeiro foi a que apresentou o maior rendimento do país: 16 pontos percentuais. Isso representou um avanço de 21 posições no ranking das redes estaduais e o 2º maior crescimento no indicador do país, ficando em 2015/2016 com a 4ª melhor nota no Ensino Médio, ao lado do Paraná, e como quinto lugar no ranking. [...] O governo do estado informa que continuará investindo para melhoria constante dos indicadores do ensino fluminense, buscando sempre as melhores práticas pedagógicas e administrativas para sua rede", informou a secretaria em nota.

Mais lidas da semana