Mídias Sociais

Cidades

Praia do Peró, em Cabo Frio, é oficialmente certificada pelo Programa Bandeira Azul

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O Júri Internacional do Projeto Bandeira Azul aprovou a Praia do Peró, em Cabo Frio, para receber o selo internacional de certificação do programa. O certificado, amplamente reconhecido em todo o mundo, é um símbolo de qualidade no turismo validado internacionalmente.

O resultado foi divulgado nesta quarta-feira, 20, após reunião realizada em Copenhagen, na Dinamarca. O Júri Internacional que aprovou o selo é composto pela Foundation for Environmental Education (FEE), World Conservation Union (IUCN), European Union for Coastal Conservation (EUCC), United Nations Environmental Program (UNEP), World Tourism Organization (WTO), World Health Organization (WHO), International Life Saving (ILS), International Council of Marine Industry (ICOMIA) e Reef Check Program.

“Vimos, através desta, comunicar o resultado da avaliação final do Júri Internacional do Programa Bandeira Azul para a temporada 2018/2019. O Júri Nacional e o Júri Internacional parabenizam o Município de Cabo Frio – Praia do Peró – pelos esforços dedicados ao cumprimento dos critérios do programa. Desta forma, comunicam seu parecer favorável à certificação Bandeira Azul para a temporada 2018/2019. Como Operador Nacional do Programa, o Instituto Ambientes em Rede gostaria de parabenizar a toda equipe pelo trabalho desenvolvido e pela conquista da certificação Bandeira Azul”, disse a coordenadora nacional do Programa Bandeira Azul, Leana Bernardi.

O prefeito de Cabo Frio, Dr. Adriano Moreno, comemorou a certificação. “Essa certificação coloca a nossa cidade em um outro patamar diante do mercado turístico internacional. Com a “Bandeira Azul” da Praia do Peró, Cabo Frio se credencia a receber turistas que buscam um contato com a natureza exuberante e ecologicamente sustentável”, disse Dr. Adriano.

O secretário de Turismo de Cabo Frio, Radamés Muniz, vê a certificação internacional da Praia do Peró no Bandeira Azul como um divisor de águas para o município como destino turístico. “Há pouco tempo havíamos conseguido a aprovação do júri nacional, que já foi uma conquista muito importante, algo inédito para nossa região. Agora, com a certificação internacional, nossa responsabilidade aumenta absurdamente, porque seremos divulgados em todo o mundo como destino turístico ambiental, ou seja, teremos um público muito mais exigente, extremamente sofisticado e qualificado, um público internacional que busca destinos ambientalmente corretos, como o europeu, por exemplo. E isso vai exigir ainda mais da gente”, explicou Radamés.

Para o coordenador de Meio Ambiente da Prefeitura de Cabo Frio, a certificação também representa um processo de mudança de comportamento e gestão responsável. “O Programa Bandeira Azul baseia-se em princípios de sistema de gestão ambiental, ou seja, ao cumprir uma série de critérios teremos que manter essas determinações sempre em dia. Logo, aumenta muito a responsabilidade da nossa coordenadoria de Meio Ambiente. Obter a Bandeira é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, afirmou o coordenador de Meio Ambiente da secretaria de Desenvolvimento, Mario Flavio Moreira.

 


 

Mais lidas do mês