Mídias Sociais

Cidades

Fiscais do meio ambiente encontram pegadas de jaguatirica em área residencial de Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Fiscais das coordenadorias de Meio Ambiente e Assuntos Fundiários de Cabo Frio encontraram pegadas de jaguatirica nos condomínios Gravatá e Nova Califórnia, no Distrito de Tamoios. As marcas foram deixadas por um animal adulto, provavelmente uma fêmea, já que havia pegadas menores, o que indica a presença de filhotes. Os moradores e funcionários dos condomínios já haviam relatado ter avistado os animais.

Os condomínios ficam próximos à área do Parque do Mico-Leão-Dourado, onde os fiscais flagraram desmatamento e início de parcelamento irregular do solo para fins comerciais. Para o coordenador de Meio Ambiente, Mario Flavio Moreira, os animais estão fugindo da mata por conta dos desmatamentos.

“Com seu território invadido, os animais estão fugindo e acabam chegando próximo às áreas de habitação humana. Além das jaguatiricas, famílias inteiras de micos-leões-dourados e preguiças também têm sido avistadas pelos moradores. Vamos planejar uma ação efetiva para proteger a fauna e a flora do Parque do Mico-Leão-Dourado e outras áreas de preservação, para evitar danos maiores”, afirmou.

Ainda de acordo com a Prefeitura, a ação dos grileiros tem sido fiscalizada com cada vez mais intensidade.

“Os grileiros agora estão usando uma forma diferente de ação. Eles preservam a mata às margens das vias e fazem o desmatamento para fins de ocupação dentro da mata, o que dificulta a visualização do crime.  Mas nossos agentes já estão atentos e, só na ação desta semana, encontraram duas áreas com início de desmatamento, as quais passarão a ser monitoradas até a identificação dos responsáveis", afirmou Ricardo Sampaio,  coordenador de Assuntos Fundiários.

A coordenadoria de meio ambiente destaca que o animal não traz grandes problemas aos moradores, apesar de, eventualmente, ser responsável por grande parte dos ataques a galinheiros. Ela também não traz problemas com ataques a seres humanos e é considerada um animal dócil

Jaguatiricas se alimentam majoritariamente por roedores como a paca e a cutia. Em algumas localidades, foi observado que ela também pode se alimentar de primatas de porte relativamente grande, como bugios e também preguiças.

É um animal ativo de 12 a 14 horas do dia, e geralmente descansa durante o dia. Inicia as atividades um pouco antes do pôr do sol, alcançando o pico durante a noite. Entretanto, não é incomum estar ativa ao longo do dia, o que acontece principalmente durante a estação chuvosa e dias nublados, fator que está relacionado à caçada de aves e pequenos primatas, que são tipicamente diurnos.

A jaguatirica é listada como "pouco preocupante" pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, apesar de, por muito tempo ter sido considerada como "espécie vulnerável".  É endêmica em todo o território brasileiro e não consta na lista de animais ameaçados de extinção no Brasil.

Mais lidas da semana